phishing em portugal
Lojas" online" são alvos frequentes de phishing em Portugal

Em 2020, 19,7% dos portugueses tentaram abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados. A informação é de um levantamento feito pela empresa russa de segurança da informação Kaspersky sobre práticas de phishing em Portugal e no mundo, que não esqueceu o spam.

“A tentativa de phishing, infelizmente, tornou-se um golpe já conhecido. Essa tentativa de roubar os dados pode ocorrer por e-mail, por mensagens de WhatsApp, por SMS e até por sites falsos, que são similares aos sites oficiais”, explica Fellipe Guimarães, CEO da Codeby, empresa brasileira de tecnologia. O Brasil, aliás, lidera o ranking com 19,9%, ultrapassando Portugal.

E-mails com promessas de promoções irresistíveis, bastando clicar no link. Convites para resgatar um vale-compra de uma marca ou empresa famosa, bastando clicar no link. Mensagens do banco pedindo atualização de dados… ao clicar no link. Essas são apenas algumas das milhares de versões dos golpes de phishing em Portugal e no mundo, que causam prejuízos financeiros a quem é vítima. 

“É importante ressaltar que o phishing não atinge só as pessoas físicas. Pequenas, médias e grandes empresas também são alvos dos criminosos, que vão tornando as táticas mais complexas e sofisticadas à medida em que os alvos são mais difíceis de serem alcançados”, pontua Guimarães. 

Phishing em Portugal: lojas online são alvos frequentes

Segundo o estudo, quando o assunto é ataque contra empresas, os alvos mais frequentes foram as lojas online, com 18,12%, seguidas por portais globais de internet (15,9%), bancos (10,7%), redes sociais e blogs (10%) e sistemas de pagamento (8,4%).

No ranking, atrás de Brasil e Portugal estão França (17,9%), Tunísia (17,6%), Camarões (17,3%) e Venezuela (16,8%). O WhatsApp aparece como um dos principais canais para a aplicação dos golpes

LEIA TAMBÉM: Livro de ecommerce destaca os 110 erros que as lojas “online” devem evitar a todo o custo

“Parece óbvio, mas é muito importante reforçar: nunca clique em links se não tiver a certeza de que foram enviados por remetentes confiáveis. Jamais compartilhe seus dados pessoais, como número de documentos, número do cartão do banco e senhas, nem por mensagem nem por ligação”, finaliza Fellipe Guimarães.

Sobre a Codeby:

Há mais de seis anos no mercado de tecnologia, a Codeby contribui diariamente para o crescimento de negócios online de diversos segmentos e portes. Empresa apaixonada por tecnologia, motivada a buscar constantemente as melhores e mais completas soluções através de desenvolvimento de e-commerce, plataformas e funcionalidades. Clientes: Shoulder, Lego, Valisere, CIA. Marítima etc.. Países em que a empresa está presente: México, Romênia, Chile, entre outros.

LEIA TAMBÉM: Softwares brasileiros: 10 programas para estar atento em 2021

Informações à imprensa:

Temma Agência

Stefani Pereira

[email protected]
+55 011 9 8077 0105

Daniella Pimenta

[email protected]
+55 011 9 7037 1591

FONTECodeby
Artigo anteriorHigienização de objetos: Conceptronic lança equipamento de esterilização portátil
Próximo artigoEDPCOOLJAZZ adiado para 2022
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".