A otimização para motores de busca, de que o Google é o melhor exemplo, consiste na aplicação num vasto conjunto de técnicas, com um propósito bem definido. Visam melhorar o posicionamento e potenciar a relevância de determinado site, página ou publicação, nos resultados de pesquisas por determinadas keywords (palavras-chave).

Independentemente da área de atuação, do segmento ou do público-alvo, a grande motivação que subjaz à implementação de uma estratégia de SEO (Search Engine Optmization, otimização para motores de busca) é a geração ou o aumento do tráfego orgânico, para o nosso site ou para o site do nosso cliente.

Um plano bem pensado e aplicado com sucesso poderá significar um retorno facilmente mensurável, como é próprio do mundo digital. Seja para promover o aumento de notoriedade de uma marca, ou aumentar nas vendas numa loja ecommerce, o SEO permite uma aproximação efetiva ao nosso público, com um potencial enorme de gerar receita.

É um dado adquirido que, a cada dia que passa,  a concorrência online e a disputa pelos Seo primeiros lugares nos resultados de pesquisa do Google se tornam cada vez mais desafiantes e exigentes. Esta corrida – pela visibilidade e relevância –  prende-se, antes de mais, com o facto de que aparecer na segunda página de resultados, para uma determinada pesquisa,  pouco ou nada acresce a um dado negócio ou projeto. É como se não existíssemos.  Pelo contrário, a diferença entre ser o primeiro ou o segundo resultado de uma primeira página, para uma keyword relevante, pode significar um impacto considerável na notoriedade de uma marca e nas suas oportunidades de negócio.

Por isso mesmo, e porque o Google se converteu – como nunca – na porta de entrada principal de qualquer empresa ou ideia online, torna-se condição obrigatória pensar os conteúdos para além da sua estética e qualidade redatorial, emprestando-lhes as mais valias próprias da otimização para motores de busca.

E em que consiste a otimização para motores de busca?

Em traços gerais, este processo, comummente referido como SEO (Search Engine Optimization), significa a adequação do conteúdo (textos e imagens) aos critérios e fatores que o algoritmo do Google usa para a determinação da relevância da informação para o utilizador. Este escrutínio, a que o motor de busca submete qualquer peça indexada, assim como ao contexto que o envolve, definirá, no final de contas, a respetiva classificação nos resultados de pesquisa.

O desempenho de um conteúdo, que passa pelo crivo de mais de duzentos fatores de avaliação, separados em duas grandes áreas, é o resultado de um processo relativamente complexo.  São contemplados aspetos intrínsecos, on-page, e aspetos extrinsecos, off-page.

A otimização para motores de busca on-page, fortemente associada à redação e adaptação de conteúdos para o meio digital, é muito mais que isso. Contempla diversos processos e fatores, entre os quais se destacam:

 

  • A pesquisa e a definição de uma keyword;otimização para motores de busca
  • A disponibilização de informação relevante e original, em quantidade e  qualidade;
  • A disposição do conteúdo com uma arquitetura e hierarquia adequadas;
  • A otimização das meta tags, que englobam o meta title e a meta description, que remetem para o conteúdo da peça e constituem aquilo que é apresentado nos resultados das pesquisas;
  • O Url que deverá ser user friendly e conter a keyword;
  • Keyword density e a frequência com que é referida proporcionalmente ao volume global do conteúdo;
  • A velocidade de carregamento do site ou da página;
  • A navegabilidade, a rede de links internos e a taxa de rejeição;
  • A otimização de imagens e respetivo Alt Text.

Por outro lado, o contexto off-page diz respeito ao que acontece fora do site enquanto organismo autónomo e independente. Refere-se à sua envolvência, ao que, no eco-sistema digital, no seu exterior, refere e aponta “caminhos” para si, para as suas páginas, artigos ou produtos. Estas referências externas, que constituem indicadores de relevância e autoridade podem ter várias origens, entre as quais se destacam:

  • Links externos, ou Backlinks, são referências com ligações realizadas a partir de outros sites que apontam para os urls do nosso. Dentro deste tipo de ligações, podemos distinguir duas formas. Os backlinks nofollow, que não têm influência direta sobre a performance em SERP (posicionamento nos resultados de pesquisas). E, pelo contrário, os backlinks follow que, dependendo da autoridade do domínio e da página que referência e remete para o nosso site, podem ter um forte impacto na nossa estratégia de SEO.
  • Partilhas e publicações com referências e links em redes sociais. Não existe consenso quanto ao impacto direto que possuem no posicionamento de um site. No entanto, é inegável que geram tráfego, um dos fatores de ponderação considerados pelo algoritmo do Google. Devem ser considerados com uma forma eficaz, ainda que indireta, de SEO off-page.
  • Ligações a partir de fóruns, guest posts, etc..

Os fatores, seja eles off ou on-page, são apenas parte daquilo que é tido em conta pelo motor de busca, na definição do posicionamento de resultados. Na realidade são centenas de critérios que entram na equação, que se mantêm em constante atualização e que não são do domínio público.

PARA POTENCIAR O ALCANCE DO SEU PRESS RELEASE “BASTA” SEGUIR ALGUMAS REGRAS DE OTIMIZAÇÃO DE CONTEÚDO

A nossa motivação neste artigo, mais do que postular sobre uma realidade em constante mutação, é sensibilizar para a importância que a otimização de conteúdos para motores busca pode ter. Elencar algumas dicas que, apesar de serem de implementação simples, podem ter impacto nos resultados. Assim, seja ao desenvolver conteúdo para o seu site, seja ao produzir um press release para submeter no Press Point, tenha em consideração as seguintes orientações e passos:

  • Encontrar e definir uma keyword (uma palavra ou conjunto de palavras relevantes para o conteúdo, que correspondam a pesquisas efetivamente realizadas pelos utilizadores no motor de busca);
  • Definir um título apelativo que inclua a palavra-chave;
  • Colocar a keyword no primeiro parágrafo do seu texto;
  • A keyword deverá representar uma densidade de 1% no contexto geral do artigo, sensivelmente;
  • A palavra-chave deverá constar em pelo menos um subtítulo.

Serviço de SEO do Press Point…

O Press Point, que conta com uma equipa multifacetada, com valências ao nível do Jornalismo e do Marketing Digital (SEO, copywriting e especialidades afins) disponibiliza um serviço de otimização para motores de busca de notas de imprensa. Para tal, caso pretenda uma cotação, poderá recorrer ao nosso formulário de contacto ou, se preferir, indicar essa intenção no próprio formulário de submissão de press release.

Se desejar contratar serviços de SEO, num âmbito externo ao Press Point, no sentido de otimizar o seu website e respetiva estratégia de conteúdo, visite a página do nosso parceiro, o Siterank.pt.

Para além desta valência, o Press Point disponibiliza ainda a de redação de comunicados de imprensa e o de consultoria mediática, para os quais poderá também solicitar uma cotação, através dos nossos contactos.

Se gostou deste artigo, leia também:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome