Cottonanswer
Para a Cottonanswer, os países com maior potencial em 2020 são Itália, Suécia, Noruega, Alemanha e os EUA

A Cottonanswer é uma marca 100% portuguesa, sediada em Barcelos e cujos clientes são 100% internacionais. Esta empresa têxtil com seis anos de vida, mas com mais de 30 anos de experiência no setor, através do seu Presidente do Conselho de Administração, António Santos, tem como principal objetivo revitalizar a área têxtil.

A marca, que cresceu mais de 10% em 2019, olha para o setor têxtil nacional como um todo e, através do seu responsável máximo, afirma: “O cluster têxtil vai revolucionar-se, a tendência é as micro e as pequenas empresas sofrerem uma metamorfose, porque a qualidade transformou-se num valor pré-assumido e o que determinará o sucesso será a criatividade e a inovação. Daí ser primordial o foco na criatividade como fator de valor acrescentado ao nosso produto. Nunca podemos esquecer que é o consumidor que dita o mercado, como podemos reivindicar melhores salários, se não valorizamos o produto?”

Cottonanswer a crescer a dois dígitos e presente em mais de 100 países

A marca triplicou a faturação em seis anos, passou de cinco milhões/ano para 16 milhões/ano e duplicou o número de colaboradores – em 2014 empregava 80 colaboradores e agora emprega mais de 200.

O mercado de trabalho da Cottonanswer é inteiramente internacional, atuando em mais de 100 mercados, desde o Japão, França, Austrália, Holanda, Noruega, Espanha, Itália, Suíça, Bélgica, Alemanha, Suécia, Estado Unidos da América, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Inglaterra, Dinamarca, entre muitos outros.

“Vamos continuar a trabalhar o mercado internacional e os países com maior potencial em 2020 são Itália, Suécia, Noruega, Alemanha e Estados Unidos da América”, afirma António Santos. “Contrariando as adversidades e ultrapassando o Brexit, em 2020 vamos continuar a crescer na ordem dos dois dígitos, alicerçando a estratégia no desenvolvimento de dois pilares: o técnico e o criativo. Os dois estão intimamente ligados”, sublinha ainda.

“Não podemos esquecer que temos um know-how de mais de 150 anos

antonio santos cottonanswer
António Santos, administrador da Cottonanswer

Para este Engenheiro Têxtil (Universidade do Minho), “o têxtil português deve continuar a apostar na inovação, nas matérias-primas, nas malhas, nos tecidos, mas ao mesmo tempo no fitting, no design e nas novas ideias e novos criadores, para se diferenciar. Porque nunca nos podemos esquecer que temos (o País) um Know-how de mais de 150 anos.”

António Santos sublinha ainda que “o País deve, sobretudo, criar uma imagem e um produto que incorpore o ADN português: a sua multiculturalidade, a sua versatilidade e capacidade de adaptação, porque é com isso que o consumidor moderno se identifica. Isto é, no fundo, criar uma identidade nacional na têxtil. Porque nós, portugueses, temos essa capacidade de nos reinventarmos constantemente.” Para este empresário português, com mais de 30 anos de experiência no setor, “a única vantagem que temos em relação aos mercados de baixo preço é exatamente isso, ‘Ser Português’”.

No capítulo da qualificação da mão de obra, o administrador da Cottonanswer defende que “os recursos humanos devem possuir duas valências essenciais: a valência técnica e a valência multicultural. A primeira é dada, no local de trabalho, pela entidade produtora em cooperação com os centros de formação. Já a segunda prende-se com a necessidade de que os nossos jovens tenham vivências e experiências além-fronteiras. Isso é fundamental.”

Sobre a COTTONANSWER:

A ação da empresa debruça-se pela interpretação técnica dos desenhos elaborados pelo cliente, para posterior criação de peças, aconselhando as aplicações ideais para a conceção e execução do produto. Com a tecnologia associada à vasta experiência dos colaboradores, a Cottonanswer conta com uma maior rentabilização e máxima qualidade na confeção do produto, entregando-o ao cliente depois de uma minuciosa revisão.




Assessoria de Imprensa:
Sofia Monteiro | T. 910 944 474 | E. [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome