No último fim-de-semana, em simultâneo com as festas de Nossa Senhora da Graça, a vila portuguesa acolheu a competição de slackline cujo vencedor se sagrou campeão europeu da modalidade trickline.

Depois de uma experiência extremamente bem sucedida em 2018, a aposta neste desporto

slack girl
Anastasyia, uma slackliner russa que veio assistir à competição

radical, de grande impacto visual, voltou a justificar-se. Os altos “voos”, dos melhores da Europa, rasgaram o horizonte de Forno de Algodres e definiram o ambiente e os ritmos que das festividades tradicionais, que todos os verões têm lugar na vila.

Foram mais de 5 horas de competição, divididas entre qualificações e fase final, em que a nota dominante foram saltos com vários metros de altura, muitas rotações, mortais e “algumas” quedas inofensivas, sempre sobre um insuflável.

Competição de slackline foi disputada por sete nacionalidades

Com a participação de atletas oriundos de França, Estónia, Rússia, Espanha, Portugal, Alemanha e Ucrânia, o campeonato europeu de trickline viu Louis Boniface, um atleta francês, sagrar-se campeão de forma inquestionável. O trickliner de 21 anos, pulverizou a concorrência com uma performance de luxo, fazendo dos duplos mortais a sua maior arma. Foi assim, sem grande dificuldade, que sucedeu ao seu conterrâneo Valentin Huet, vencedor da edição anterior

competicao de slackline
Um dos grandes momentos do novo campeão europeu, Louis Boniface

O resto do pódio ficou entregue a atletas espanhóis. Oscar Cortegoso ficou no segundo posto e Mikel Ros, um veterano de 32 anos, ficou com bronze.

Entre a armada lusa houve dois atletas a disputar as finais. Destacaram-se com um sexto lugar, o atleta local, Rui Mimoso e, na sétima posição, Flávio Silva. O atleta André Antunes, de Aveiro, depois das grandes prestações internacionais deste verão, não conseguiu apurar-se para a fase final na competição caseira.

Algumas mudanças e a surpresa do “Best Trick Contest”

A organização preparou algumas novidades para este ano, não tendo havido competição por equipas, como havia sucedido no ano anterior.

Nikolay shemalov
Nikolay shemalov, o vencedor do “Best Trick Contest”

Por outro lado, para o público que gosta emoções fortes, este ano houve um grande bónus. O “Best Trick Contest”, uma competição que levou os atletas aos seus limites. Alcançar a vitória passou por conseguir “aterrar” o truque mais impressionante. Cada slackliner teve cinco oportunidades. As manobras foram arrojadas, com algumas quedas de cortar o fôlego, mas no final, no meio de tantas acrobacias que desafiam a gravidade, venceu um dos favoritos do público, o russo Nikolay Shemalov. Para os amantes do desporto, a organização criou uma página onde é possível rever tudo o que aconteceu neste evento.

Contacto com a Imprensa:

André Vaz | Tlf.: +351 963 731 007 | Email: [email protected]
Pagina oficial da competição

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome