exposição de matt mullican
Matt Mullican, Untitled (Portfolio II),1993. Col. Fundação de Serralves – Museu de Arte Contemporânea

Matt Mullican e Rui Chafes – Obras na Coleção de Serralves é uma exposição a ser apresentada no Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo, pelas 18h00 horas de dia 25 de setembro. A cerimónia de inauguração da contará com as presenças de Rui Chafes, de Ana Pinho, Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves e do Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa.

Exposição da obra de Matt Mullican e Rui Chafes poderá ser visitada até 22 de novembro

No âmbito da parceria estabelecida com o Município de Viana do Castelo, a Fundação de Serralves apresenta no Museu de Artes Decorativas a exposição que permanecerá em exibição até 22 de novembro.

A apresentação desta exposição em Viana do Castelo surge no contexto do Programa Nacional de Itinerâncias da Coleção de Serralves, que tem por objetivo tornar o acervo da Fundação acessível a públicos diversificados por todo o país.

A presente exposição reúne obras do artista português Rui Chafes (Lisboa, 1966) e do norte-americano Matt Mullican (Santa Mónica, 1951), dois nomes que ocupam um lugar fundamental no panorama artístico contemporâneo e na história da Coleção de Serralves.

Leia também: Serralves entre os 10 melhores museus de arte contemporânea na Europa

Rui Chafes é dos artistas mais representados na coleção de Serralves

Rui Chafes, além de ter apresentado o seu trabalho em várias exposições no Museu de Serralves, é também um dos artistas mais amplamente representados na Coleção da Fundação. Com um trabalho que se divide entre a prática do desenho e da escultura, Chafes é um dos principais responsáveis pela renovação da escultura portuguesa nas últimas décadas.

Conhecido pelos seus trabalhos em ferro em que associa características aparentemente inconciliáveis — nomeadamente atualidade e antiguidade, peso e leveza —, num constante desafio a todas as leis temporais e físicas (desde logo a gravidade), Chafes tem-se destacado pela forma como interroga o papel da arte e a sua relação com o espectador.

A obra de Matt Mullican propõe novas realidades, materializadas em signos, símbolos e imagens

O trabalho de Matt Mullican, que pôde ser visto no Museu de Arte Contemporânea de Serralves numa importante exposição individual em 2000, é paradigmático da forma como os artistas têm a capacidade de criar e propor novas realidades.

Leia também: Serralves promove exposição de Julião Sarmento em Aveiro

A partir de uma atenta observação da paisagem visual que nos rodeia, o artista apresenta o seu mundo através de um complexo sistema de signos, símbolos e imagens. As suas obras constituem um contínuo desafio à nossa perceção, num jogo permanente entre o objetivo e o subjetivo.

Para mais informações

Fernando  Rodrigues Pereira
Assessoria de Imprensa / Press Officer Telm. 00 351 925409295
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome