A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa), que integra os municípios de Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Penafiel e Resende, vai disponibilizar 1200 computadores para alunos, adquiridos no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Tâmega e Sousa aos alunos. Estes recursos informáticos destinam-se aos que não dispõem dos meios necessários para o acesso ao ensino à distância.

A disponibilização de computadores para alunos da região visa dar resposta às necessidades decorrentes da implementação do ensino à distância

A ação integra-se no quadro do atual contexto de pandemia e das medidas decretadas na área da educação, nomeadamente a suspensão das atividades letivas presenciais e consequente recurso às metodologias digitais.

No total, são mais de 1200 os portáteis e tablets que as escolas da região têm ao seu dispor para empréstimo aos alunos. Pretende-se, desta forma, garantir que os alunos mais desfavorecidos e que não dispõem de recursos tecnológicos adequados ao ensino à distância tenham acesso a todas as ferramentas necessárias.

Esta iniciativa insere-se, como referido, no âmbito da estratégia educativa Tâmega Sousa Educa [acreditamos em ti] – Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Tâmega e Sousa, que contempla duas ações de integração da tecnologia nos processos de ensino: a dinamização de atividades de iniciação à programação e robótica e a criação de ambientes educativos inovadores, também conhecidos como “Salas Educativas do Futuro”, que, no conjunto, representam um investimento superior a 800 mil euros.

De referir que, a par da aquisição de equipamento informático e da instalação de 17 Salas Educativas do Futuro, no âmbito deste Plano foram também ministradas ações de capacitação aos docentes para a utilização das mesmas. Estas ações tiveram por objetivo desenvolver as competências necessárias à efetiva integração da tecnologia nos processos de ensino e de aprendizagem, promover a utilização das tecnologias móveis na relação educacional em cenários de inovação pedagógica, fomentar a criação de conteúdos educativos digitais para o ensino e identificar cenários de inovação pedagógica com o uso de tecnologias móveis e espaços de aprendizagem flexíveis, práticas pedagógicas que serão, certamente, muito úteis no atual paradigma de aprendizagem à distância.

O Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Tâmega e Sousa é promovido pela CIM do Tâmega e Sousa, em articulação com os 11 municípios e escolas da região, sendo cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FSE – Fundo Social Europeu.

Para mais informações

Cláudia Costa – [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome