Nos últimos anos, temos assistido à recuperação de setores que atravessaram alguns períodos de crise, como o têxtil, o calçado ou o agroalimentar. Hoje, esses são setores em crescimento. O que têm em comum? Apostaram na inovação para diferenciar os seus produtos e concorrem, hoje, à escala global. Será este país e o muito do que melhor se tem feito em Portugal na transformação do conhecimento em inovação que estará em evidência no [email protected], um evento organizado pela Agência Nacional de Inovação (ANI), e que se realizará no dia 4 de julho, a partir das 9h30, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

No [email protected], realizado no âmbito do SIAC – Iniciativa de Transferência de Conhecimento, cofinanciada pelo COMPETE 2020, já confirmaram presença 191 entidades, entre Centros de Interface, Clusters, Laboratórios Colaborativos e empresas.

Os seus projetos e casos de sucesso, resultantes da colaboração entre as várias entidades do sistema nacional de inovação, estarão patentes em espaços de demonstração em duas áreas: uma dedicada a Tecnologias de Informação e Comunicação, Tecnologias de Produção e Indústria 4.0, e outra destinada a projetos de Mobilidade, Economia Circular e Ciências da Vida. The Navigator Company, Grupo Mota-Engil, Grupo Amorim, Barbot, BA Vidro, Efacec, Vista Alegre Atlantis, Simoldes e Frulact são algumas das empresas já confirmadas para os espaços de demonstração, onde estarão também CoLABs, Centros de Interface Tecnológico e clusters.

O [email protected] que, em apenas um dia, pretende mostrar o potencial inovador do país, engloba ainda conferências e um Innovation Stage.

O [email protected] é mais uma ação da ANI para apoiar a transferência de conhecimento para o mercado e a sua valorização, com a missão de posicionar Portugal entre os países Fortemente Inovadores na próxima década.

Refira-se que a ANI tem o seu capital subscrito em partes iguais pelo Ministério da Economia, através do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, através da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

A participação no [email protected] será gratuita, mas de registo obrigatório em www.ani.pt. O programa completo segue em anexo.

[email protected]: País sobe um lugar no ranking europeu de inovação

tech portugal Portugal sobe um lugar na edição de 2019 do European Innovation Scoreboard (EIS 2019), sendo agora líder do grupo dos países “moderadamente inovadores” e muito próximo de integrar o grupo de países “fortemente inovadores”.

Portugal é agora o 13º país mais inovador na UE 28, tendo subido 5 lugares face à posição que ocupava no EIS 2016 (18º lugar). Esta é a melhor posição de Portugal de sempre neste ranking, sendo de registar forte convergência que se regista com a média da UE28 desde 2016.

De acordo com o relatório do EIS2019, os pontos fortes do sistema de inovação em Portugal situam-se ao nível do ambiente para a inovação, da atratividade do sistema de investigação e na inovação empresarial. De facto, Portugal encontra-se acima da média da UE28 em indicadores como as publicações científicas em coautoria com autores fora do espaço comunitário, a penetração da Banda Larga nas empresas, o número de estudantes internacionais de doutoramento, o registo de marcas comunitárias, a inovação não-tecnológica, bem como as inovações das empresas em produtos/processos, marketing/organizacional.

Como principais debilidades, Portugal encontra-se abaixo da média europeia em indicadores como a disponibilidade de capital de risco privado, o investimento em I&D pelas empresas, o registo de patentes ou as exportações de serviços intensivos em conhecimento.

Nascimento de novas empresas: Portugal acima da média da UE28

O EIS 2019 menciona, também, outras dimensões importantes para o processo de inovação, sendo de realçar que Portugal apresenta valores acima da média da UE28 em indicadores como o nascimento de novas empresas, nas atividades de empreendedorismo (incluindo a educação para o empreendedorismo), estando em linha com a média europeia na procura pública de produtos tecnologicamente avançados.

As debilidades do sistema de inovação identificadas no EIS 2019 têm merecido a atenção por parte das políticas públicas em Portugal, nomeadamente as iniciativas inscritas no Programa Nacional de Reformas que procuram estimular uma melhor articulação entre as empresas e as entidades do sistema científico e tecnológico e a alteração da estrutura produtiva nacional para atividades de maior valor acrescentado.

O Programa INTERFACE, por exemplo, é uma dessas iniciativas, que visa capacitar os Centros de Interface, as dinâmicas de clusters, a criação de Laboratórios Colaborativos ou o estímulo à colaboração entre as pequenas e médias empresas portuguesas com as multinacionais presentes em Portugal, através da criação de “clubes de fornecedores”. A operacionalização das prioridades do Programa INTERFACE tem sido apoiadas pelos instrumentos de política pública consagrados no Portugal 2020, nomeadamente através das medidas orientadas para o investimento em I&DT de natureza empresarial.

[email protected] agrega resultados de I&D e de inovação lusas nos últimos anos

Estes bons resultados de Portugal no EIS 2019 refletem o aumento da capacidade de inovação das empresas, das entidades de I&D e da generalidade dos atores do Sistema Nacional de Inovação. Muitos dos resultados das atividades de I&D e de inovação desenvolvidas em Portugal nos últimos anos estarão disponíveis no evento [email protected], no dia 4 de julho, na Alfândega do Porto.

A Agência Nacional de Inovação (ANI) tem como missão promover a inovação e a I&D empresarial, estando ativamente envolvida na promoção e execução de iniciativas públicas que contribuam para acelerar os mecanismos de transferência de tecnologia e de valorização do conhecimento no mercado, bem como para uma maior capacitação das empresas para a absorção e incorporação no seu processo de inovação de tecnologias e conhecimento externo.

Informações adicionais para a Comunicação Social:
MARLENE SILVA
TM. 910 520 325 | [email protected] | Skype: marlenesilva.pure
LISBOA – R. Diogo Couto, 1B, 2799-537 Linda-a-Velha
PORTO – Rua Gonçalo Cristóvão nº 185 – 7º piso, 4049-012 Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome