A campanha “Open your mind” promovida pela Comissão Europeia, através da EASME (Executive Agency for Small and Medium-sized Enterprises) e da DG GROW (Directorate General for Internal Market, Industry, Entreperneurship and SMEs), marcou presença na última edição da ModaLisboa que aconteceu de 5 a 8 de março, nas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, em Lisboa.

“Open Your Mind” tira partido do maior evento de moda nacional para atrair jovens para vários setores

O projeto “Open your mind” visa atrair jovens com menos de 30 anos para setores estratégicos para a economia, como o Têxtil, Vestuário, Curtumes e Calçado. A presença na ModaLisboa, evento de moda que visa promover e desenvolver a Indústria de Moda e a Indústria criativa em Portugal,assinalou o segundo de três encontros entre alunos e empresas agendados no plano de atividades da campanha. O evento serviu também de ponto de encontro entre jovens e potenciais empregadores especialmente na área da Industria Têxtil, Vestuário, Couro e Calçado.

O evento, marcado pelo lançamento das novas coleções para o outono/inverno 20/21 dos mais ilustres criadores nacionais assim como novos talentos, acomodou também um debate subordinado ao tema “O Futuro é Colaborativo”. A EASME foi representada pelo orador Paulo Gonçalves, Diretor de Comunicação da APICCAPS, num debate moderado por Vanda Jorge, EcoolHunter by Jornal Eco, que também contou com a presença de outros intervenientes: Joana Lacerda, The Power House // OFundamentO, Olga Noronha, Joalharia & Medicina, e Lourenço Thomaz, MSTF Partners. A identificação de parceiros de inovação, tecnologia e sustentabilidade, assim como uma abordagem colaborativa foram apontados como os principais fundamentos estratégicos para o futuro das empresas no universo da moda.

A campanha “Open your mind” está inserida no “Projeto de cooperação setorial em skills: carreiras nos setores têxtil / vestuário / couro / calçado” (Blueprint for setoral cooperation on skills: showcasing careers in the textile/clothing/leather/footwear setors), e tem como principal objetivo desconstruir preconceitos associados a profissões com grande tradição na Europa e, em simultâneo, incentivar os jovens a percecionar de forma promissora as oportunidades de trabalho em setores com grande peso na economia portuguesa. A captação de talento jovem torna-se essencial numa altura em que a inovação e as tecnologias digitais são cada vez mais imprescindíveis nestas indústrias.

Estão ainda planeadas jornadas abertas em empresas e visitas a escolas especializadas nas áreas do têxtil e do calçado, iniciativas que deverão acontecer até julho de 2020. Para além de Portugal, a campanha está a ser implementada em mais cinco países europeus – Espanha, Itália, Roménia, Polónia e Alemanha.

Porquê trabalhar nestas áreas?

As áreas da ITV, calçado e pele são estratégicas na Europa, representando um volume de negócio anual de 200 mil milhões de euros e empregando 2,2 milhões de pessoas (66% são mulheres) em 225 mil empresas.

Em países como Portugal, Itália, Espanha, Roménia, Alemanha e Polónia, têm um peso significativo nas exportações.

Para os mais jovens, uma carreira nesta área é atrativa não só pela criatividade envolvida, mas também pela possibilidade de, através da criação de soluções inovadoras, contribuir para um planeta mais limpo.

As tecnologias digitais e o próprio desenvolvimento tecnológico em termos de I&D, produção, divulgação e comercialização dos artigos de vestuário, têxtil, couro e calçado criaram novos perfis de profissionais, muitos com elevado grau de especialização, tornando-as apelativas, por exemplo, para licenciados.

Por outro lado, a globalização criou oportunidades de estudar fora do país de origem, nomeadamente através do programa Erasmus, ou de desenvolver uma carreira em vários pontos do globo.

Estes são alguns dos pontos a abordar durante estas ações que vão decorrer em seis países europeus.

A campanha “Open Your Mind”

O projeto pretende estabelecer uma nova cooperação estratégica entre os parceiros-chave (empresas, sindicatos, instituições de investigação educação e formação e entidades públicas) e estimular ações concretas para minimizar a falta de recursos humanos nestes setores.

Esta campanha tem como parceiros associações europeias representativas destes setores, como APICCAPS, COTANCE, CEC, CICECO, EURATEX, EVBB, EEN, UNIONCAMERE PIEMONTE, FESI, FILCTEM-

CGIL, PIOT, German Professional School Kronstadt and Gesamtverband der deutschen Textil-und Modeindustrie.

Para mais informações

Isabel Fernandes

TM. 91 393 07 23 |[email protected] | Skype: isabelfernandes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome