Retenção de profissionais: 8 dicas a considerar nos planos de gestão

A Adecco Portugal expõe oito aspetos que deve considerar no seu plano de L&D e lembra que, ao contrário do investimento de capital, o investimento em capital humano não tem um ROI fixo, mas sim ilimitado.

retenção de profissionais

O investimento na aprendizagem e no desenvolvimento (L&D | learning and development) de talentos é um ingrediente essencial do envolvimento e planos de retenção de profissionais. Desde a inclusão de formação de entrevistadores até ao desenvolvimento de talentos individuais, há vários tópicos essenciais que ajudam a proporcionar uma forte formação e desenvolvimento dos colaboradores para um melhor envolvimento e retenção.  

8 dicas para capitalizar a retenção de profissionais

Adecco Portugal expõe os aspetos fundamentais que deve considerar no seu plano de L&D e lembra que, ao contrário do investimento de capital, o investimento em capital humano não tem um ROI fixo, mas sim ilimitado. 

1.   Capacitação de entrevistadores 

Uma oportunidade de aprendizagem essencial para todos os colaboradores é a formação de entrevistadores. Ao concentrar-se numa tarefa e responsabilidade, em que a maioria dos profissionais se envolve ao longo das suas carreiras, dá simultaneamente às pessoas competências necessárias para ajudar a construir uma empresa mais bem-sucedida com o talento certo. A formação de entrevistadores habilita todos a tornarem-se embaixadores da marca. Promove também um local de trabalho verdadeiramente inclusivo e diversificado e dá a todos as pessoas a oportunidade de serem melhores. 

2.   A comunicação e o seu impacto nas empresas 

A colaboração impulsiona o desempenho no local de trabalho. A aprendizagem do valor da comunicação e do seu impacto na empresa deve ser uma prioridade para que todos os funcionários se entrosem de forma eficaz. Começar por comunicar o “porquê” é crucial para mostrar como pode afetar e mudar a cultura através da criação de confiança entre a equipa de liderança e os seus colaboradores

Para criar uma organização de alto desempenho e funcionamento, é necessário que haja colaboração a todos os níveis. Isto significa que precisamos de comunicar e comunicar em demasia. As coisas mudam quando as pessoas com quem se trabalha compreendem o que se está a tentar fazer, porquê e como isso as afeta. O resultado é uma equipa de alto desempenho onde o trabalho é feito com pessoal altamente motivado abrindo caminho à empresa para exceder expectativas a todos os níveis e ajudando a empresas na retenção de profissionais. 

3.   Feedback para encorajar a retenção de talento 

Há inúmeros tópicos de aprendizagem que podem ter um impacto positivo no envolvimento e retenção dos funcionários. Uma das áreas vitais é o feedback. Ser capaz de fornecer feedback regular, preciso e atempado pode melhorar o desempenho, aumentar a confiança e construir relações. Estes benefícios têm um impacto direto tanto na retenção como no empenho. Naturalmente, os resultados dependem da competência dos indivíduos nesta área. Embora algumas pessoas possam ter a capacidade inerente de dar feedback da forma correta, na altura certa, a maioria de nós precisa de formação e prática. 

4.   Celebrar realizações

Celebrar é uma competência poderosa que todos os líderes devem ter no seu kit de ferramentas para liderar de forma confiante e eficaz. Quando celebra um colega de equipa, está a dar-lhe visibilidade, a demonstrar que ele é valorizado pelas suas contribuições

Celebrar é uma habilidade e deve ser incluída na estratégia de L&D. Quando há líderes que celebram de forma apropriada e consistente, a motivação, a confiança, a ligação, a pertença, o empenho e a retenção de pessoas disparam.  

5.   Desenvolvimento de liderança

Embora normalmente não faça parte da categoria de aprendizagem dos funcionários, a criação de uma prática de liderança saudável a todos os níveis da organização pode ser o fator mais importante na retenção e envolvimento dos funcionários. Os profissionais precisam da oportunidade para crescer e prosperar nas suas carreiras. Isto raramente acontecerá sem líderes que reconheçam e encorajem o seu desenvolvimento. 

Sabemos que a maior parte da aprendizagem acontece no trabalho e em conversas informais. Uma função de aprendizagem que equipa os líderes sénior, de nível médio e superior, com a mentalidade, o conjunto de competências e o conjunto de ferramentas para um crescimento eficaz dos seus colaboradores terá um impacto exponencial no envolvimento e retenção das pessoas e, por arrasto, na produtividade

Os líderes que simplesmente veem os funcionários como um meio para atingir o fim da rentabilidade, o serviço ao cliente ou o cumprimento das suas métricas operacionais falham o ingrediente chave para atingir estes objetivos comerciais.  

6.   Inteligência emocional

O desenvolvimento de capacidades de inteligência emocional em líderes e equipas apoia a sua capacidade de criar um ambiente em que os funcionários estejam envolvidos e queiram permanecer nas suas posições. Através dos nossos esforços de aprendizagem e desenvolvimento, podemos ajudar os colaboradores a compreender e gerir as suas emoções, a navegar nas relações e a construir confiança. Além disso, podemos ajudá-los a mostrar empatia, reduzir o stresse, comunicar melhor e inspirar os outros. Ao fazê-lo, criamos um lugar onde os colaboradores prosperam, o negócio cresce e se potencia a retenção de profissionais. 

7.   Metas e desempenho 

O envolvimento depende muitas vezes dos primeiros 90 dias de um novo funcionário, pelo que é fundamental proporcionar-lhes uma experiência de integração/onboarding de apoio que inclua o contexto dos objetivos, cultura e padrões de comunicação da empresa. Complementar isto com assistência na definição de objetivos ajudará a nivelar as expetativas e facilitará uma trajetória de crescimento para o profissional. 

É vital assegurar que os gestores têm os conhecimentos necessários para articular as expetativas de desempenho, fornecer feedback, formação e oportunidades de desenvolvimento para o profissional ao longo da sua carreira. 

8.   Desenvolvimento de talentos individuais

A questão mais importante de L&D tem de ser como desenvolver eficazmente a força de trabalho. Ao contrário de um investimento de capital que tem um ROI fixo, o investimento em capital humano tem um ROI quase ilimitado. Não só aumenta a capacidade e competência da equipa para criar valor, como desenvolve a mensagem de acreditar na força de trabalho o suficiente para investir neles. Quando as pessoas sentem que são membros valiosos de uma equipa vencedora, proporcionarão níveis mais elevados de empenho e esforço discricionário. O desenvolvimento cria um círculo virtuoso que beneficia tanto a organização como as suas equipas e melhora grandemente a retenção de talento. 

Para mais informações

Inês Maia e Silva

967 521 865

FONTEAdecco
Artigo anteriorOs 5 desportos mais jogados em smartphones
Próximo artigoTransição energética em Portugal destacada na Gastech, em Milão
Press Release
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome