Programa VITIS: Adega de Monção ajuda associados a reconverter vinhas

Ajudas à reestruturação e reconversão das vinhas ascendem a um total de 744 mil euros para a sub-região abrangida.

programa vitis
O Programa Vitis concede ajudas à reestruturação e reconversão das vinhas

A Adega de Monção candidatou-se, em nome dos seus associados, ao Programa VITIS do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pesca (IFAP). Este é um programa de apoio à reestruturação e reconversão das vinhas.

O maior produtor de vinho da sub-região de Monção e Melgaço tomou esta semana conhecimento que a sua candidatura foi aceite e que receberá um apoio de cerca de 744 mil euros para uma área de 64,6880 hectares. Este valor está dividido entre a comparticipação financeira no valor 675.857,03€ e na compensação financeira de 86.575,80€ e será distribuído pelos associados que demonstraram interesse neste programa.

Após terem sido avaliados em vários parâmetros, os associados da Adega de Monção estão agora sujeitos ao cumprimento de normas comunitárias e nacionais aplicáveis a ao Programa VITIS, como informa o ponto 4 do artigo 20.º da Portaria 220/2019 de 16 de julho: “Os candidatos ficam obrigados a proceder à entrega da sua produção ao representante da agrupada, pelo prazo mínimo de cinco anos após a campanha de plantação”.

Programa VITIS é um estímulo ao investimento agrícola

“A Adega de Monção está sempre pronta a ajudar os seus associados. Esta candidatura é importante para todos nós, para a nossa região e para todos aqueles que trabalham, diariamente, com dedicação. Este programa é, também, um estímulo para o investimento no setor agrícola”, afirma Armando Fontainha, Presidente da Adega de Monção.

O Programa Vitis concede ajudas à reestruturação e reconversão das vinhas. Pode candidatar-se qualquer pessoa, singular ou coletiva, que exerça ou venha a exercer a atividade vitícola. A ajuda é fixada por hectare (ha), em função do material vegetativo utilizado, da sistematização do terreno e da densidade de plantação (n.º de plantas/ha).

Sobre a Adega de Monção:

A Adega de Monção foi fundada a 11 de outubro de 1958, por 25 viticultores. Está situada na sub-região de Monção e Melgaço, onde a casta de Alvarinho é melhor representada, no extremo Norte da Região Demarcada dos Vinhos Verdes.

Com 1600 associados, a Adega de Monção alia o cuidado da seleção das uvas no momento da sua entrega, com tecnologia de ponta de vinificação e com o contacto muito próximo com os seus clientes. As marcas Muralhas de Monção e Alvarinho Deu la Deu tornaram-se mundialmente conhecidas

A Adega de Monção assume um papel de grande importância na economia local, com dois polos de produção que estão capacitados para armazenar 12 milhões de litros de vinho. É reconhecida como uma das melhores Adegas Cooperativas do País e está presente tanto no mercado nacional como no internacional: Europa, África, Américas do Norte e Sul, Ásia e Oceânia.

Para mais informações, contactar:

Alexandra Magna

YoungNetwork Group

Tel.: +351 22 618 04 51 | Tlm.: +351 961 523 197

E-mail: [email protected]

Rita Garcia

Communication Consultant – YoungNetwork Porto

Tel.: +351 22 618 04 51 | Tlm.: +351 91 677 86 65 

E-mail: [email protected]   

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome