processo de emagrecimento

Prestes a comemorar 53 anos idade o escritor e filósofo israelita Gad Adler deu-se conta de que havia chegado ao seu limite quando atingiu a marca dos 126 kg, quando simples atividades, como atar os atacadores dos ténis, se tornaram desafios cada vez mais complicados. Antecipar os ganhos e as melhorias para a sua qualidade de vida, para a sua saúde física e mental, foi o ponte de partida iniciar um processo de emagrecimento.

Aos poucos, nas suas indagações, objetivos como o bem estar, a sensação de leveza, a melhoria do desempenho físico e a disposição para realizar as suas palestras foram ganhando forma, constituindo-se como a base para a definição de metas diárias com potencial para gerar grandes resultados.

Processo de emagrecimento não deve ser radicalizado…

Ele explica que não se trata de iniciar dietas loucas ou atividades físicas repetitivas sem o acompanhamento de um médico e ou auxilio de um profissional de educação física. Pelo contrário, isso até pode dificultar ainda mais o processo de emagrecimento, além de não alcançar os resultados desejados, pode provocar lesões e danos na saúde. 

Trata se de manter um fluxo continuo de uma rotinas saudáveis, sem cair no desanimo e na desistência de alcançar dos seus objetivos.

Leia também: Obesidade infantil: estudo revela que ambiente social contribui para as diferenças de género na atividade física

Na fase inicial do processo de emagrecimento é sempre mais fácil, pois existe empolgamento e animo com os resultados iniciais e por isso, é nesse momento que é possível perder até 10 kg em dois meses se o foco for mantido.

Na etapa seguinte com duração aproximada de 3 meses, definida pelo filósofo israelita com a fase de fixação, apesar de ser um pouco cansativo, o seu corpo e o seu cérebro já está habituado ao novo estilo de vida e com isso é possível manter um ritmo diário das atividades, mesmo que por vezes se possa cair em tentação.

O que importa é manter em mente as vantagens que podem ser obtidas quando se alcançam os objetivos propostos. É normal que o desanimo surja em certo ponto, mas o principal é que se mantenha a firmeza nos propósitos e no caminho planeado, sem nunca se deixar de questionar sobre a importância do processo de emagrecimento, não apenas pela parte estética, mas acima de tudo pela vida equilibrada e saudável que pode proporcionar.

7 dicas para incorporar novos hábitos no processo de emagrecimento

1. Manter uma a rotina de dieta e exercício.

2. Não deitar a toalha ao chão ao primeiro deslize.

3. Não se privar de forma radical de ingerir algum alimento. Em vez disso, questionar é realmente necessário ou se é por impulso ou ansiedade.

4. Evitar comparações. Cada pessoa possui um metabolismo e uma estrutura física diferente, responsável pelo tempo necessário para que as mudanças aconteçam.

5. Fazer as pazes com o espelho, não o encarando como um inimigo.

6. Celebrar as conquistas, as maiores e as mais subtis. É com base nestas que nos devem ser propostos novos objetivos.

7. Trocar experiências, pesquisar e ler livros sobre o assunto, conversar com pessoas positivas, que alcançaram as suas metas e com capacidade de inspirar.

Leia também: Estudo avalia os benefícios da dieta mediterrânea no combate à obesidade juvenil

Como Gad Adler perdeu 32 kg e não os recuperou?

Dietas que não são baseadas na modificação do pensamento e hábitos de vida tendem a não resultar. Após um ano e oito meses Gad Adler mantém-se na fasquia para que apontou durante o processo de emagrecimento.

E como rotina, ele manteve o treino constante de uma hora e meia por dia, intercalando atividades aeróbicas e musculação, além de praticar lutas marciais duas a três vezes por semana.

Leio muito sobre o assunto, comecei a envolver-me com temas relacionados pois constitui uma fonte de motivação. Reflito como foi o meu dia, quantas calorias eu comi, como me sento e no que eu posso melhorar. Adoro receber elogios pela minha mudança física e de hábitos de vida, que me ajudam a sentir bem e a planear novos objetivos“.

Ele conclui que momentos difíceis fazer parte do processo, mas que é importante entender que as dificuldades e desafios que surgem durante o processo servem de auxílio para o amadurecimento pessoal. É fundamental ter em mente que as metas são atingíveis e fazer dessa crença a verdadeira motivação. Seguir em frente e não sucumbir aos contratempos.

Para mais informações

Marcos Mendes – A Melhor Maneira

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here