Mercado da habitação atinge valores máximos em vários indicadores

Consumo de cimento em máximos de seis anos. Novo crédito à habitação cresce 19%. Fogos licenciados em máximos de oito anos.

456
mercado da habitacao
Mercado da habitação: novo crédito concedido para aquisição registou acréscimo de 19,0%

Segundo a última Síntese Estatística do mercado da Habitação, da AICCOPN – Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas, respeitante a janeiro, o consumo de cimento no mercado nacional até novembro cresceu 15,3%, em termos homólogos, superando três milhões de toneladas – o que confirma o ano de 2019 como o melhor dos últimos seis, sendo necessário recuar até 2012 para se encontrar um ano com um consumo superior ao já contabilizado.

O licenciamento pelas Câmaras Municipais de obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais, nos primeiros onze meses do ano, cresceu 9,3%, em termos homólogos, para 15.256. Destaca-se, o licenciamento de 21.973 alojamentos em construções novas, o que coloca 2019 como o melhor dos últimos oito anos neste importante indicador do mercado da habitação.

O novo crédito concedido para aquisição de habitação totalizou, em novembro, 978 milhões de euros, valor que traduz um acréscimo de 19,0%, face a novembro de 2018.

Em termos acumulados, desde o início do ano regista-se um crescimento homólogo de 6,5%. Relativamente ao stock de crédito à habitação, no final de novembro verifica-se uma ligeira quebra de 0,2%, em termos homólogos, para 93.385 milhões de euros.

Em novembro, o valor médio da habitação para efeitos de avaliação bancária ascendeu a 1.312€ por m2, o que traduz uma valorização de 8,0%, face aos 1.215€ por metro quadrado (m2) apurados há um ano, em resultado de um aumento de 9,8% nos apartamentos e de 4,2% nas moradias.

Mercado da habitação em Lisboa: fogos licenciados cresceram 27% num ano

No que diz respeito à Área Metropolitana de Lisboa, a Síntese Estatística do mercado da Habitação da AICCOPN mostra que o número de fogos licenciados em construções novas, nos doze meses terminados em novembro de 2019, totalizou 5.140, o que traduz um aumento de 27,2% face aos 4.041 alojamentos licenciados nos 12 meses anteriores. Destes, 42,5% são de tipologia T3 e 27,1% de tipologia T2.

Quanto aos valores de avaliação bancária na habitação nesta região verificou-se, em novembro, um aumento em termos homólogos de 9,5% para 1.631€ por m2.

Informações adicionais:
AICCOPN
Rua Álvares Cabral, 306 – PORTO
Telefone: +351 223 402 200 – [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome