melhor país para estudar e trabalhar

Apesar da evolução da pandemia da Covid-19 e o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit), o país continua a ser, para muitos, o melhor país para estudar e trabalhar fora, seguido pela Holanda para estudar e EUA, Canadá e Austrália para trabalhar. Esta é a principal conclusão de um inquérito realizado pelo British Council a 706 pessoas da União Europeia, e que contou com o contributo de inquiridos em Portugal.

A escolha do melhor país para estudar e trabalhar não se inverteu no contexto de pandemia

Incluindo no estudo alunos que planeiam estudar fora, profissionais que escolhem trabalhar no estrangeiro e outras pessoas que decidem viver fora do seu país, a posição como melhor país para estudar ou trabalhar não se alterou devido à pandemia da Covid-19, asseguram 77% dos inquiridos. Apenas 3% indica que a pandemia fez com que os planos para estudar ou trabalhar no estrangeiro fossem cancelados. Adicionalmente, cerca de 4 em cada 10 entrevistados planeiam mesmo ir para o exterior ainda em 2020.

Dado os atuais constrangimentos de mobilidade, 4 em cada 10 inquiridos que planeiam estudar fora em 2020 afirma que pretende realizar parte do curso online e o resto no campus. Dados de um outro inquérito realizado pelo British Council também conclui que mais de metade (53%) dos formandos está disposta a realizar uma combinação entre aulas online e aulas presenciais. Muitos ainda encaram as aulas online como uma medida temporária necessária em tempos de Covid-19, mas preferem que não se torne efetiva.

Leia também: Ensino à distância ou presencial: existe diferença nos diplomas?

O IELTS (International English Language Testing System), teste padronizado internacional de proficiência em língua inglesa para não-nativos, é atualmente fundamental para quem pretende estudar, trabalhar e viver num ambiente de língua inglesa. Neste inquérito foi possível concluir que para 85% dos inquiridos os webinars gratuitos proporcionados pelo British Council acrescentaram valor à preparação para o teste IELTS, ajudando a manter o Reino Unido no topo das preferências, como o melhor país para estudar e trabalhar. Sobre a realização do teste em si, 60% dos inquiridos afirma que está disponível para fazê-lo através de um computador, nas instalações do British Council. Esta opção apresenta várias vantagens no que se refere à avaliação de listening e writing dos formandos num teste IELTS, face à realização do teste em formato papel.

Leia também: Exame IELTS: procura aumenta para testar o inglês

O Reino Unido continua a ser um dos destinos preferenciais, quer para estudantes quer para profissionais, devido à reconhecida qualidade do ensino e a sua empregabilidade. Mesmo com o avançar desta pandemia e algum desconhecimento ainda existente no que se refere às mudanças inerentes ao Brexit, é certo que não deixa de ser um país atrativo e é importante que no British Council continuemos a proporcionar as ferramentas necessárias, de forma segura, aos nossos alunos”, afirma Rob Pender, Country Director do British Council em Portugal.

Para mais informações

Cátia Gil

t: +351 213 026 150 | m: +351 96 550 02 07 | Mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome