melhor azeite da região demarcada do douro

O Quinta da Pacheca Premium foi a escolha do júri para melhor azeite na categoria ‘Região Demarcada do Douro’ no III Concurso de Azeites de Trás-os-Montes e Alto Douro. A excelência do trabalho desenvolvido pela equipa do produtor duriense foi ainda distinguida, entre 77 azeites a concurso, com a primeira Medalha de Ouro na categoria ‘Frutado Maduro’, depois de nas edições anteriores ter sido galardoada com a Medalha de Prata.

O Melhor Azeite da Região Demarcada do Douro faz-se de extremos

Para o director de produção da Quinta da Pacheca, Hugo Fonseca, as distinções agora recebidas refletem “o excelente aproveitamento que tem sido feito de um terroir muito próprio no Douro, onde o Inverno rigoroso combinado com um Verão muito quente contribuem para a produção de uma azeitona de qualidade superior”.

Nas notas de prova deste Azeite Premium Quinta da Pacheca destaca-se a presença dos aromas típicos do Douro, onde sobressaem notas de rosmaninho, amêndoa e cacau, assim como um volume de boca, persistência com um ligeiro picante. Pode ser encontrado nas melhores garrafeiras e lojas gourmet do País, estando também muito direcionado para a exportação, designadamente em países como França, Dinamarca, Bélgica, República Checa ou China.

Para os administradores da Quinta da Pacheca, Maria do Céu Gonçalves, Paulo Pereira e Álvaro Lopes, “estas distinções vêm coroar o trabalho desenvolvido pela nossa equipa. É a confirmação de que há uma evolução na melhoria de um produto de excelência da nossa região e que se tem vindo a afirmar, cada vez mais, no catálogo da Quinta da Pacheca, conquistando apreciadores não só em Portugal, mas em todo o mundo”, salientam.

Com menos de uma década de produção, a Quinta da Pacheca tem apostado na plantação de dezenas de oliveiras, ao mesmo tempo que promoveu a recuperação de inúmeras árvores espalhadas pela propriedade, numa aposta que vem sendo coroada de êxito como o prémio de Melhor Azeite da Região Demarcada do Douro, entre outros, confirmam.

Para mais informações

Paulo Maia – MSIMPACTO

[email protected]

FONTEQuinta da Pacheca
Artigo anteriorWhatsupintown é a App certa para estar a par da agenda cultural da sua cidade
Próximo artigo‘ Protect Our Future Too ’ com podcasts sobre a saúde animal, humana e ambiental