O incómodo causado por ligações indesejadas é um problema que pode afetar qualquer utilizador de dispositivos móveis, independentemente do país em que habita.

Esta realidade é evidenciada nas plataformas online que disponibilizam informação sobre este fenómeno, como é o caso da tellows.com.br, que, todos os dias, vê crescer a lista de números associados a chamadas falsas ou não solicitadas.

As ligações indesejadas assumem diversas formas e propósitos

Os pressupostos que motivam este tipo chamadas variam largamente. Chamadas de assédio, de publicidade agressiva, telemarketing, pesquisas de mercado, chamadas de ping, sorteios ou números desconhecidos, são apenas algumas das categorias em que as podemos enquadrar.

A cada tipo de chamada subjaz um objetivo que, por sua vez, fica associado a cada número. Esta informação torna-se valiosa quando um utilizador da plataforma, contactado por um número desconhecido, pode antecipar a origem e o objetivo do contacto, antes de atender a chamada do número.

Chamadas de assédio são as mais frequentes

Com uma grande comunidade online, constituída por utilizadores de nove nacionalidades, a Tellow realizou um estudo com o objetivo de categorizar os tipos de chamadas que predominam, em cada país.

A partir dos números analisados foi possível concluir que as chamadas com o propósito de assediar são as mais frequentes, estando no topo da lista em quatro dos nove países abordados no estudo. No caso do Reino Unido o assédio corresponde 29% da chamadas, seguido pelo telemarketing com 22%, que é outra das categorias que se destaca como uma das principais motivações de ligações indesejadas. No entanto, em países como a Espanha, o México e o Brasil, o seu índice não é tão significativo. Nestes três últimos países, a maioria dos números relatados estão associados a armadilhas de custos, que correspondem a várias formas de conseguir dinheiro dos utilizadores.

Contacto com a Imprensa:
Christian Anton
Tel.: +49 341- 35540902
Mobil: 0152 – 28754986
E-Mail: [email protected]
Site: blog.tellows.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome