Governo anunciou novos incentivos à Investigação & Desenvolvimento Colaborativa

[email protected], organizado pela Agência Nacional de Inovação, reuniu mais de 100 projetos de I&D Colaborativa na Alfândega do Porto.

147
Investigação & Desenvolvimento Colaborativa

O Governo anunciou, esta manhã, quatro novos concursos públicos de incentivo à atividade de Investigação & Desenvolvimento Colaborativa, no âmbito do [email protected], evento organizado pela Agência Nacional de Inovação (ANI) que reuniu, na Alfândega do Porto, 104 entidades com projetos inovadores. O investimento rondará os 100 milhões de euros, como explicou o secretário de Estado da Economia. Segundo João Neves, “estes concursos privilegiam a transferência de conhecimento para a valorização de produtos e serviços das empresas, estando alinhados com as necessidades da comunidade empresarial e científica. O investimento poderá atingir os 100 milhões de euros.”

Apoios à Investigação & Desenvolvimento Colaborativa serão atribuídos a projetos de âmbito europeu

De acordo, ainda, com o representante do Governo, “todas as medidas serão concretizadas ao longo do último trimestre”. Os apoios são para projetos de inovação em copromoção, para atividades à escala europeia, para contratação de recursos humanos qualificados que suportem as atividades de transferência de tecnologia, e para financiar Centros de Interface reconhecidos entretanto e que ainda não tinham tido acesso a fundos para desenvolver os projetos com que se comprometeram. “São estas as quatro dimensões [apoiadas], umas mais ligadas à transferência de conhecimento, outras ao aproveitamento do conhecimento instalado para organizar produtos e serviços sustentáveis para o mercado”, conclui o Secretário de Estado da Economia.

No [email protected], organizado pela ANI no âmbito do SIAC – Iniciativa de Transferência de Conhecimento, cofinanciada pelo COMPETE 2020 através do Portugal 2020 e do FEDER, participam 104 entidades, entre Centros de Interface, Clusters, Laboratórios Colaborativos, entidades do Ensino Superior e empresas. Os seus projetos e casos de sucesso, resultantes da colaboração entre as várias entidades do sistema nacional de inovação, estão patentes em espaços de demonstração, em que empresas, como The Navigator Company, Grupo Mota-Engil, Grupo Amorim, Barbot, BA Vidro, Efacec, Vista Alegre Atlantis, Simoldes ou Frulact, mostram projetosinovadores, com impactos reais na economia e no bem-estar da população nacional. O [email protected] engloba ainda painéis temáticos, conferências e um Innovation Stage.

A ANI tem o seu capital subscrito em partes iguais pelo Ministério da Economia, através do IAPMEI– Agência para a Competitividade e Inovação, e pelo Ministério da Ciência, tecnologia e Ensino Superior, através da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Para mais informações, contactar:
MARLENE SILVA – PURE
TM. 910 520 325 | [email protected] | Skype: marlenesilva.pure

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome