apps for good
Apps for Good escolherá as 20 melhores aplicações que solucionam problemas reais, para estarem presentes na final, em Lisboa, em setembro

A maior competição nacional pela melhor aplicação criada por jovens para resolver problemas sociais está de regresso e arranca a Norte, em Valongo, e a Sul, em Oeiras. Os Encontros Regionais da 6.ª Edição do Apps for Good acontecem já esta quarta-feira e sexta-feira, dia 1 e 3 de julho, e serão, pela primeira vez, totalmente online devido ao contexto atual da pandemia provocada pelo Covid-19.

O primeiro Encontro Regional, no dia 1 de julho, contará como oradores, que estarão presentes em estúdio a acompanhar o evento, o Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, o Vereador da Educação da Câmara Municipal de Valongo, Orlando Rodrigues, o Diretor-Geral da Educação, José Vitor Pedroso, e o Secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo. No dia 3 de julho, em Oeiras, teremos ainda o Vereador da Educação, Pedro Patacho, a Diretora da área da Educação da Câmara Municipal de Oeiras, Maria Paula Rodrigues, e a Dr.ª Teresa Godinho, em representação da Direção-Geral da Educação

Entre os elementos do júri que vão selecionar as equipas finalistas estarão representantes dos parceiros do Apps for Good, entre os quais a Câmara de Valongo e de Oeiras, Direção-Geral da Educação, .PT, Fundação Calouste Gulbenkian, Synopsys, BNP Paribas, REN, Fundação Altice, IBM, Galp e Fundação Stavros Niarchos, entre outros.

Ideias inovadoras no Apps for Good

Durante o momento de deliberação do júri, entre as 16h15 e as 16h45, estarão à conversa no estúdio com Filipe Almeida, Presidente da Iniciativa Portugal Inovação Social, Diogo Sousa, da GALP, e Bárbara Gonçalves, do BNP Paribas, enquanto Experts do programa e ainda, João Baracho, diretor executivo do CDI Portugal, a contar já algumas novidades para a 7.ª edição do programa.

Entre as 90 equipas de alunos e professores que vão estar em competição no Apps for Good estão aplicações como a ‘SandSpace‘, aplicação que permite indicar e saber os níveis de ocupação do areal de 685 praias marítimas e fluviais de todo o país, a ‘IEVA’, uma plataforma de ajuda para os jovens estudantes na procura do primeiro emprego, a ‘ISPI’, que pretende ajudar e incentivar a terceira-idade a utilizar as novas tecnologias, a ‘Amigo de 4 Patas’, que pretende reduzir o número de animais abandonados ao reunir as instituições nacionais, entre outras.

Além das aplicações finalistas, será ainda entregue o Prémio do Público à solução que conseguir mais votos em cada um dos eventos, sendo que a votação começa hoje e decorre até ao dia do evento, recomeçando nesse dia e terminando dia 3 para o prémio do Publico do Encontro Regional Sul.

Interessado em acompanhar o evento? Saiba como…

Para assistir e acompanhar online os Encontros Regionais totalmente virtual da 6.ª Edição do Apps for Good em Portugal basta fazer a inscrição no Encontro Regional Norte, a 1 julho, aqui, e neste link para o Encontro Regional Centro-Sul, a 3 julho.

Para mais informações sobre os Encontros siga esta hiperligação

A situação atual que o país atravessa levou-nos, por motivos de prevenção, a procurar uma forma diferente de realizar esta competição, até agora feita de forma presencial. Teremos, pela primeira vez, um Apps for Good totalmente virtual que será igualmente dinâmico e inovador, com os jovens a demonstrar o poder da tecnologia para resolver problemas da nossa sociedade”, afirma João Baracho, diretor executivo do CDI Portugal.

AGENDA:

Dia: 1 e 3 de julho 2020

14h30 – Início do evento

14h50 – Momento Pitch das aplicações

16h45 – Anúncio das 20 aplicações finalistas e encerramento

Sobre o Apps for Good:

Lançado pelo CDI Portugal, o Apps for Good é um programa que pretende seduzir jovens (entre os 10 e 18 anos) e professores para a utilização da tecnologia como forma de resolver os seus problemas, propondo um novo modelo educativo mais intuitivo, colaborativo e prático. O objetivo do programa é desenvolver aplicações (apps) para smartphones e tablets que possam contribuir para a resolução de problemas relacionados com a sustentabilidade do mundo em que vivemos.

A operacionalização do programa decorre ao longo do ano letivo, onde professores (de todas as áreas disciplinares) e alunos têm acesso a conteúdos online com uma metodologia de projeto de 5 passos. Para apoiar no desenvolvimento do projeto, os participantes têm acesso a uma rede de especialistas que se ligam online à sala de aula, para prestar todo o apoio de esclarecimento de dúvidas. O modelo de implementação poderá ser em regime curricular ou extracurricular.

Sobre o CDI:

O CDI nasceu no Brasil há 25 anos, foi fundada por Rodrigo Baggio, e é uma das mais reconhecidas Organizações Não-Governamentais a nível mundial.

Em Portugal, o CDI é responsável pelo Apps for Good e pelo Centro de Cidadania Digital.

Para mais informações, aceda a http://cdi.org.pt/ ou www.facebook.com/cdiportugal

Informações adicionais para órgãos de comunicação social:

Tiago Figueiredo da Silva

CorpCom

Email: [email protected]
M: +351 96 17 23 607

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome