projetos de investigação científica

A FCT NOVA – Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa – integra o consórcio nacional que, no dia 27 de novembro, entre as 15h00 e as 22h00, apresenta a Noite Europeia dos Investigadores 2020 em Portugal, sob o tema Ciência e Natureza, numa edição em que verá dois dos seus projetos de investigação científica em destaque..

Este ano, com um programa totalmente online, a Noite Europeia dos Investigadores contará com mais de 220 atividades online, programas locais e o envolvimento de cerca de 1750 investigadores a nível nacional. A FCT NOVA, além de estar presente nas atividades online, participa no programa local com dois projetos de investigação científica e na área da saúde, que aborda a atual crise pandémica da COVID-19.

‘HomeSafe’ e PURE, são os projetos de investigação científica em destaque

O ‘HomeSafe’ é uma solução tecnológica para monitorizar os parâmetros fisiológicos da população idosa residente em lares, desenvolvida por alunos de engenharia da FCT NOVA, em parceria com várias instituições tais como o LiBPhys, o Value for Heath Colab, o Unidemi, a NMS, o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central (CHLC), o FCT FABLAB e a empresa PLUX, e que permite identificar de forma mais eficiente os sintomas da COVID-19 nesta população. O grupo de trabalho criou uma aplicação móvel e um módulo de sensores wearable, com termómetro e oxímetro integrados. A aplicação é baseada num inquérito, que pode ser escrito ou de voz, com os primeiros testes de usabilidade deste projeto a serem realizados com os avós dos próprios alunos.

Leia também: Manufatura aditiva de metais: revista científica internacional distingue investigação da Universidade de Coimbra

Outro dos projetos de investigação científica em destaque é o PURE, coordenado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, procura desenvolver novos e mais acessíveis medicamentos de origem biológica para o tratamento do cancro e vacinação. Com início em outubro de 2020, a equipa de trabalho internacional e multidisciplinar propõe-se a redesenhar nos próximos quatro anos a forma como os biofármacos são produzidos. Foi recentemente anunciado um financiamento de aproximadamente 3 milhões de euros para o desenvolvimento deste projeto.

A Universidade de Lisboa, através do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), coordena o consórcio nacional que assegura a realização da iniciativa, e que inclui como parceiros a FCT NOVA /Nova.ID.FCT da Universidade Nova de Lisboa, o Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa, a Câmara Municipal de Lisboa, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, a Escola de Ciências da Universidade do Minho, e a Universidade de Évora e Universidade de Coimbra (membro associado).

Leia também: FCT NOVA destaca projetos de impacto social no Dia Nacional da Cultura Científica

Na cidade de Lisboa, está prevista a realização de vários diretos com investigadores de renome, responsáveis por projetos nacionais e europeus no âmbito das temáticas associadas à conservação do património natural e COVID-19, com gravação a partir do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, simulando os espaços e atividades conhecidas dos seus visitantes.

Para consultar o programa online e todos os detalhes sobre a iniciativa, basta aceder a noitedosinvestigadores.org.

Para mais informações

Cátia Gil | t: +351 213 026 150 | m: +351 96 550 02 07 | Mail: [email protected]