O Covid-19 alterou a nossa vida quotidiana de várias maneiras – algumas das quais podem estar aqui para ficar – fazendo com que redefinamos o nosso conceito de “normal”. A pandemia afetará macrossistemas e economias, e mudará fundamentalmente a forma como trabalhamos e interagimos. Embora seja uma mudança abrupta e sem precedentes, também apresenta uma oportunidade para pensarmos em como queremos que o mundo funcione neste novo normal. Hoje, podemos reconstruir a sociedade com maior sustentabilidade.

Descobrimos cada vez mais que a saúde humana e a saúde do planeta estão ligadas. Um estudo recente da Universidade de Harvard que descobriu que níveis mais altos de poluição do ar estão relacionados com taxas de mortalidade mais altas do Covid-19 e alguns observam que a destruição de habitat causada pela desflorestação leva os animais a aproximarem-se mais dos humanos, aumentando a possibilidade de nova transmissão viral.

Este ano assinala-se o 50.º aniversário do Dia da Terra e marca uma década até as principais metas de sustentabilidade, incluindo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e o prazo do Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas para evitar a catástrofe climática. Partes interessadas como investidores, imprensa, consumidores e ONGs acreditam que a pandemia será um momento decisivo e as empresas serão responsabilizadas pela forma como abordaram a sustentabilidade quando confrontadas com escolhas difíceis.

Uma segunda oportunidade para repensar compromissos com a sustentabilidade

Todos concordamos com um ponto: este é o momento para discutir e pensar nas mudanças climáticas evitando outra crise global existencial.

Esta é uma segunda oportunidade de repensar a nossa infraestrutura, as nossas cadeias de fornecimento e os nossos compromissos com a sustentabilidade. Podemos ter que redesenhar a nossa forma de trabalhar e o formato como os escritórios estão desenhados – porque não aproveitar para serem mais eficientes energeticamente? Já estamos a verificar os benefícios ambientais acentuados da redução no tráfego aéreo e automóvel – porque não usar este tempo para investir em transportes públicos mais ecológicos? Os setores de energia, ambiente, alimentos, tecnologia, logística e financeiro são apenas alguns que podem ser as chaves para oportunidades sustentáveis ​​de reinvenção.

As parcerias público-privadas também podem ser uma parte importante dessa evolução. A resposta do mundo ao Covid-19 demonstrou com que rapidez e eficácia o governo, ONGs e empresas podem trabalhar juntos para criar mudanças. A nível global, a Exxon colaborou com o Centro Global de Inovação Médica para criar máscaras faciais para os profissionais médicos, e a Ventec, a General Motors e a StoptheSpread.org uniram-se para fabricar ventiladores. Esta é uma oportunidade de tirar lições dessas parcerias e aplicá-las para melhorar a sustentabilidade do nosso sistema e obter um resultado ganha-ganha. Como exemplo, o Edelman Trust Barometer de 2020 constatou que a confiança nas instituições aumenta de 13 a 20% quando se associam.

A globalização uniu-nos inextricavelmente – é o que torna possíveis as pandemias globais e é o que nos torna capazes de superá-las. Mas se tomarmos isso como uma oportunidade de reconstruir, em vez de simplesmente atravessar, podemos emergir do outro lado mais bem preparados. Essa pausa de “negócios como sempre” pode ser apenas a oportunidade que precisávamos.

Aceda à versão completa do 2020 Edelman Trust Barometer aqui.

Sobre o Edelman Trust Barometer:

O 2020 Edelman Trust Barometer é a 20.ª edição do estudo anual da empresa sobre confiança e credibilidade. O inquérito é da responsabilidade da Edelman Intelligence e consiste em entrevistas online de 30 minutos entre 19 de outubro de 18 de novembro de 2019. O 2020 Edelman Trust Barometer incidiu numa amostra de mais de 34.000 inquiridos, incluindo 1.150 entrevistados da população geral, em 28 países e 200 inquiridos com maiores níveis de informação em cada mercado, com exceção de China e EUA, que contaram com uma amostra de 500 pessoas cada. Todos estes últimos entrevistados cumpriam os seguintes critérios: idade entre 25 e 64, formação superior; rendimento no terço superior para a sua idade no seu país; consumidores de notícias várias vezes por semana; seguidores de questões de política social nos meios de comunicação social várias vezes por semana.

Sobre a Edelman:

A Edelman é uma empresa de comunicação global que se associa a empresas e organizações para desenvolver, promover e proteger as suas marcas e reputações. Com 6.000 colaboradores em mais de 60 escritórios, a Edelman oferece estratégias de comunicação que dão aos clientes a confiança para liderar e agir com segurança, conquistando a confiança dos seus stakeholders. Entre as distinções da Edelman incluem-se o Cannes Lions Grand Prix for PR, o Advertising Age’s 2019 A-List, o Holmes Report’s 2018 Global Digital Agency of the Year e as cinco atribuições Glassdoor’s Best Places to Work. Desde que foi fundada em 1952, a Edelman manteve-se uma empresa independente e familiar. A Edelman é proprietária das empresas especializadas Edelman Intelligence (pesquisa) e United Entertainment Group (entretenimento, desporto, lifestyle).

Sobre EDC:

A EDC é uma agência de comunicação out-of-the-box que oferece soluções completas nas áreas de Assessoria de Imprensa, Assessoria de Marketing, Design Gráfico e Web Design e Eventos. Fundada em 2004, a empresa possui uma equipa experiente e dedicada que trabalha com clientes em diferentes mercados e que é capaz de estabelecer confiança com os seus clientes, algo essencial para parcerias duradouras. Premiada com as distinções PME Líder ’18 e ’17, PME Excelência ’18 e desde o final de 2019 Edelman Affiliate em Portugal, a empresa portuguesa tem entre os seus clientes nomes como HP, Garmin, TP-Link, Wiko, Targus, IT People Group, EATON, Exclusive Networks, Papiro, MetaCase, Seresco, Quinta do Lago, EuroGroup Consulting, ADECCO, Spring Professional, Air Liquide, Galderma, Weleda, entre outros. Para saber mais sobre a EDC, visite www.edc.pt

Para mais informação contactar:

Sofia Velasco | Telf. 932 101 396 | E-mail: [email protected] João Trigo | Telf. 965 826 506 | E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome