francesinha à vila real
Francesinha à Vila Real: diferenças estão, sobretudo, no molho, que é mais doce, nos enchidos e na quantidade de carne...

Esta é a história de um segredo… o da Francesinha à Vila Real – uma receita familiar de Trás-os-Montes, com mais de duas décadas, totalmente distinta da versão portuense. A fórmula desta iguaria é mantida no restaurante Cotorinho, na zona antiga de Belas, que está a celebrar o desconfinamento com uma oferta especial durante todo o mês de Maio.

Uma família transmontana, da pequena aldeia de Cotorinho, tem o mistério bem guardado há cerca de duas décadas. E do enigma fazem parte molho, enchidos, carne e uma boa pitada de tradição, que formam a Francesinha à Vila Real, uma receita única e bem diferente da versão portuense.

De Trás-os-Montes, o chef André Teixeira trouxe a receita da família e o nome da aldeia para o restaurante Cotorinho, na zona antiga da vila de Belas, bem às portas de Lisboa. Apesar de longe da terra, aqui respira-se a tradição transmontana, num cenário rústico, familiar e acolhedor, que mistura diferentes materiais, como a pedra e a madeira.

Os segredos da Francesinha à Vila Real, assim como as suas diferenças em relação à receita do Porto, estão, sobretudo, no molho, que é mais doce – especialmente pensado para proporcionar uma experiência gastronómica singular -, nos enchidos utilizados e na quantidade de carne.

“Não utilizamos salsicha fresca para não interferir no sabor do molho e a carne tem uma dimensão mais generosa do que o habitual. Somos transmontanos e a boa carne não poderia faltar.”, explica André Teixeira, que é, além de chef, também proprietário do Cotorinho, juntamente com a mulher, Olesya Varvaryn.

Esta é uma experiência que pode ser vivida também por quem não consome carne. “Elaborámos uma proteína vegetariana, que acompanha com queijo e tomate fresco, de maneira a que este público possa também desfrutar do nosso molho, do nosso espaço e, acima de tudo, da companhia de quem mais ama”, refere o chef.

Francesinha à Vila Real, mas também uma vasta seleção de carnes selecionadas, hambúrgueres artesanais…

Para dar a conhecer a sua receita única e celebrar o regresso em pleno, depois do confinamento, o Cotorinho está a oferecer, todas as terças e quartas do mês de Maio, ao almoço, um desconto de 40% na Francesinha à Vila Real. Uma oportunidade para viver uma nova experiência gastronómica e, quem sabe, aproveitar o passeio nas imediações da pacata vila de Belas, onde se destacam o enorme espaço verde da Quinta da Assunção e o Palácio de Queluz com os seus jardins.

Porque as carnes fazem parte da boa tradição transmontana, o Cotorinho tem ainda, além da Francesinha à Vila Real, uma vasta seleção de bifes da vazia, altos e tenros, e hambúrgueres artesanais, produzidos no próprio restaurante, a partir de diferentes partes da vaca.

Nos bifes, destaque para o Bife à Cotorinho, com o seu molho exclusivo, o Bife à Mostarda, com molho de mostarda, o Bife Chimichurri, com uma marinada de azeite, alho e ervas, ou o Bife de Cogumelos Marron, com molho de cogumelos marron frescos.

LEIA TAMBÉM: Trufas de chocolate: da Beira Baixa para o mundo, com o sabor único do medronho

Já nos hambúrgueres, destaque para o Marão, com queijo cheddar e molho barbecue, o Campeão, duplo com umas desafiantes 400 gramas de carne, o Vila, em bolo do caco com manteiga de alho, ou o Real, no pão com queijo cheddar, bacon, molho cocktail e cebola frita.

Bolo de Mel e Spartak da Ucrânia…

Nas sobremesas, existem outras receitas da família de Olesya Varvaryn, natural da Ucrânia. Desde já o Bolo de Mel, uma massa à base de mel com chocolate branco e creme de cheese cream, decorada com frutos vermelhos, ou o Spartak, um bolo de camadas de chocolate, unidas por natas cremosas e um ganache de chocolate. Há ainda cheesecakes de frutos vermelhos, maracujá e de caramelo com cookies.

LEIA TAMBÉM: Restaurante de Matosinhos produz pão e massas sem glúten, de forma artesanal…

Para acompanhar ou finalizar a refeição, o Cotorinho propõe exclusivamente vinhos da Adega de Vila Real, o moscatel de Alijó e uma aguardente caseira, que é oferta da casa.

A reter:

Restaurante Cotorinho

Rua Falcão Rodrigues, n.º 18

2605-027 Belas

Preço médio dos pratos: 10€

Oferta especial desconfinamento: 40% de desconto na Francesinha à Vila Real, todas as terças e quartas, ao almoço, durante o mês de Maio.

Reservas: 915 592 412

Informações adicionais para órgãos de comunicação social:

Jorge Sousa

Teller Comunicação

[email protected]

FONTERestaurante Cotorinho
Artigo anteriorPraias do Azibo distinguidas com prémio “Cinco Estrelas Regiões” e Bandeira Azul
Próximo artigoJoão Farinha: “Solto” elogiado pela crítica na Holanda
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".