dicas aluguer de carros

Se as suas intenções de viagem vão além dos locais mais óbvios e pontos de paragem de roteiro, alugar um carro será algo que muito provavelmente irá equacionar fazer. Os segredos bem guardados de cada região não costumam estar abastecidos com uma rede de transportes satisfatória e tendem a ficar “fora de mão”, o que obriga a recorrer a alternativas. Alugar um carro é uma opção eficiente e quase obrigatória para quem quer conhecer os encantos de uma região com alguma profundidade. Para além disso, o conforto advindo de um veículo próprio contrapesa em absoluto os custos de uma rede de transportes deficiente ou de uma má experiência em pleno período de férias.

Para que tudo corra bem durante todo o processo, existem alguns cuidados que as pessoas que pretendem alugar um carro devem ter.

1. Comparar as diferentes opções numa plataforma

Existem imensas empresas dedicadas a serviços de rent-a-car e, por isso, é muito importante comparar as ofertas disponíveis para conseguir o negócio mais vantajoso. Uma plataforma de comparação de preços de aluguer de carros, como a aluguerdecarrosbaratos.pt, funciona como um motor de busca, que tem em atenção as especificidades da viagem para encontrar os preços mais baixos. Por norma, estas plataformas possuem uma base de dados muito completa e já incluem no preço o seguro, a assistência, a taxa de aeroporto e os impostos agregados ao serviço.

2. Filtrar para “depósito cheio”

Antes de pensar em qualquer outra coisa relativa à sua viagem, filtre logo a sua pesquisa para “depósito cheio” para excluir carros a preço muito baixo, mas onde o combustível é cobrado a preço de ouro. Esta é uma política que surgiu com o aparecimento das agências low cost, que optam por oferecer o aluguer de carros a preço de saldo, mas depois cobram preços muito elevados pelo depósito de combustível na hora de levantar o carro. Esta é a melhor opção de pesquisa e exclui também o transtorno de ter de entregar o carro com o depósito vazio.

3. Tratar de tudo antecipadamente

Tal como nos voos, quanto mais cedo reservar o seu carro menos vai pagar. As diferenças de preço são por vezes muito grandes e justificam um planeamento antecipado da sua viagem ou dos planos de férias. Embora nem sempre seja fácil, tente também perceber se o facto de ir buscar o seu carro a um local mais longe compensa a diferença de preço em relação a uma agência mais próxima.

4. Adaptar a reserva às suas necessidades

Esta é uma sugestão óbvia, mas que muitas vezes passa despercebida a quem aluga carro. Se precisa de espaço para carregar a bagagem de quatro pessoas, não faz muito sentido optar por um carro pouco espaçoso. Adapte sempre o tipo de carro às suas preferências e ao conforto de quem o acompanha. Se vai com mais pessoas e levam alguma bagagem, opte por um monovolume em vez de dois carros comerciais.

5. Saber os direitos e deveres

Algumas das regras para rent-a-car e carsharing, conforme publicado no portal fleetmagazine.pt, foram alteradas há poucos anos, tornando toda a atividade menos burocrática e desmaterializando o contrato de aluguer. Estas leis fazem com que todo este setor de atividade passe a ter um foro muito mais digital e prático, quando comparado à conduta existente há uns anos. Nesta base, cabe ao utilizador perceber as vantagens em tratar de todo o processo de aluguer online em vez de recorrer aos métodos tradicionais.

6. Avaliar os termos de contrato

É muito importante que tenha atenção ao tipo de contrato que celebra com a agência, já que o número de quilómetros pode ser limitado e isso causará constrangimentos. Garanta sempre uma margem de segurança em termos de número de quilómetros, já que é quase impossível antever de forma exata a distância que irá percorrer. Em regiões que não conhecemos também existe sempre a possibilidade de tomar caminhos errados ou então de querer fazer um desvio para algo que nos chamou a atenção.

7. Pagar online e escolher combustível

Efetuar o pagamento da reserve online fica, salvo raras exceções, mais barato do que fazer o pagamento na agência. Ainda que careça sempre de confirmação, deve fazer o pagamento online para poupar algum dinheiro. A escolha do combustível também é pertinente, já que um carro a gasóleo só se justifica se fizer muitos quilómetros. Se isso não se verificar, o preço que paga pelo aluguer de um carro a gasóleo não se justifica. Normalmente, compensa escolher um carro a gasóleo a partir dos 800 quilómetros percorridos.

8. Verificar estado do carro no pré e pós

Pode parecer uma minudência, mas verificar o estado do carro no pré e pós-reserva é muito importante para evitar litígios com a agência. Verifique se o carro está em condições, se tem riscos e tire fotografias caso seja necessário. Aproveite também os primeiros quilómetros para testar as funcionalidades vitais do carro e volte à agência se algo não estiver bem. A juntar a isto, verifique sempre o estado do carro no momento da entrega. Veículos sujos, com pelos de animais ou cheiro a tabaco são quase sempre cobrados pela limpeza.

Artigo anterior25 apartamentos no centro da Maia que se distinguem pelo design
Próximo artigoAutarquia e destilaria Black Pig voltam a distribuir álcool gel por instituições e entidades do concelho
Press Release
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome