como obter crédito rápido

A evolução tecnológica trouxe inúmeras mudanças à forma como vivemos, trabalhamos e estabelecemos relações. E a gestão de questões burocráticas não é exceção. Prova disso é o facto de usarmos cada vez mais os canais digitais para tratar de questões bancárias.

Esta mudança de paradigma, possível devido ao uso da assinatura digital e de outros mecanismos online, veio permitir o aparecimento de novos produtos. É o caso dos financiamentos céleres, com aprovações mais rápidas e processos mais simples.

A necessidade de créditos urgentes tem vindo a aumentar, muito por culpa da atual conjuntura económica, e as entidades financeiras souberam adaptar-se a este panorama. Atualmente, já é possível conseguir um empréstimo com aprovação em algumas horas.

Como conseguir crédito rápido

Se procura um crédito urgente, então a sua melhor opção é um crédito pessoal. Este é o único tipo de empréstimo que tem efetivamente uma resposta mais rápida.

De uma forma geral, o crédito pessoal rápido tem montantes mais baixos e implica menos burocracia. Apesar de ter de apresentar os seus documentos habitualmente exigidos em qualquer financiamento, não deverá ser necessário apresentar comprovativos da finalidade do crédito.

Daí que possa ter aprovação e concessão mais céleres. Embora varie de entidade para entidade, os créditos urgentes podem ser aceites em apenas 24 horas úteis.

Esta rapidez é potenciada pela utilização da assinatura digital e da submissão online de documentos. Basta fotografar toda a documentação com o seu telemóvel e fazer o upload.

Além de uma aprovação célere, os créditos urgentes ficam disponíveis na conta muito rapidamente, especialmente se tratar do processo nos dias úteis.

Alguns bancos até já disponibilizam a contratação de crédito pessoal rápido através das suas aplicações móveis de homebanking. São empréstimos com valores mais baixos e já pré-aprovados, que podem permitir financiamento para o próprio dia.

Isto significa que o canal digital é mesmo a melhor forma de conseguir o seu crédito pessoal rápido. O melhor será recorrer a um simulador online, seja de uma entidade específica ou de um intermediário de crédito.

Desta forma, os bancos receberão a sua simulação imediatamente e poderão analisar o pedido de forma célere.

Vantagens do canal digital

Como já percebeu, a tecnologia tem um papel crucial na comercialização do crédito rápido. Basta ter acesso à internet e consegue pedir um empréstimo com apenas alguns cliques através de qualquer dispositivo.

Naturalmente, esta é uma solução que traz vantagens, especialmente para o consumidor.

Maior facilidade e agilidade

É inquestionável que a tecnologia revolucionou a forma como os consumidores interagem com bancos e entidades financeiras. Através das aplicações móveis ou dos websites oficiais, os clientes podem gerir toda a sua vida financeira com a maior das facilidades.

Com apenas alguns cliques, é possível pedir créditos, gerir contas e cartões, assinar e submeter documentos, fazer transferências bancárias e efetuar pagamentos. Naturalmente, estes processos vieram simplificar a vida do consumidor e agilizar os processos dos bancos.

Possibilidade de comparação

O facto de poder fazer todas as simulações online, permite o acesso a várias propostas de crédito pessoal rápido com enorme facilidade. Desta forma, não faltarão ofertas e poderá comparar todas.

Os simuladores online são uma preciosa ajuda na busca pelo crédito ideal. Só tem de preencher o formulário e submeter a documentação. Receberá a proposta e pode analisá-la com toda a atenção necessária no conforto de sua casa.

Não caia no erro de aceitar a primeira oferta que receber. Compare todas as propostas e certifique-se de que escolhe a melhor.

Artigo anteriorComo preparar a casa para receber visitas…
Próximo artigoEIT URBAN Mobility apresenta novas soluções para a mobilidade em Portugal
Press Release
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".