Como escrever um artigo na “era digital”

Numa era em que os motores de busca ditam quem é - e quem não é - ouvido, é importante rever os pressupostos da escrita. Daí ser fundamental ter a noção clara de que, para chegarmos ao nosso público, temos, em primeiro lugar, de passar pelo crivo de outro leitor: o Google.

0
171
como escrever um artigo

Se existem perguntas que fazem muito sentido, outras há que nem tanto. Antes de explicar como escrever um artigo na era digital, importa, antes de mais, contextualizar a questão e dissecar o que a fundamenta.

como escrever um artigo na era digitalÉ verdade que, nos dias que passam, escrever bem continua a ser, apenas, bem escrever. Aprendemos a combinar palavras na escola primária, vocabulário avançado na universidade e estética literária na leitura. Sabemos, porque sabemos, que temos a capacidade de escrever um texto coerente e atrativo. Até aí tudo bem, estamos todos de acordo. É no pressuposto básico desta indagação que encontramos a premissa que altera tudo, quando dirigimos o nosso olhar para o nosso público e nos perguntamos onde o podemos encontrar.

Partindo desse ponto, não é difícil esbarrar num facto: a mudança de paradigma que se verificou muito recentemente, com a democratização do acesso à Internet e a tendência crescente e generalizada do público para recorrer a esses canais na busca por informação.

Nesta altura, e legitimamente, muitos de vocês devem-se estar a questionar de que forma isso faz de nós melhores ou piores escritores. A resposta é que não faz, não influi absolutamente nada. No entanto, é inegável, convidou um “semideus” para a equação que determina a difusão da informação – um senhor chamado Google, com poder suficiente para definir se a nossa voz se faz ouvir ou se somos, simplesmente, pensadores mudos…

Por outras palavras, por melhor que possamos dissertar, escrever um artigo na era digital, que chegue às pessoas para que possa ser lido, não é mais um mero exercício de sintaxe, estética literária ou vocabulário adequado e pertinente.

Nesta nova era, ao escrever, temos de saber conciliar a sensibilidade estética com a matemática crua dos motores de busca. São estes últimos que definem quem merece ser ouvido e que, pela sua exigência, impuseram uma complexidade extra ao exercício da escrita.

Hoje, quando pensamos em como escrever um artigo, temos de considerar um novo leitor, o Google

Ora bem, essa é outra boa pergunta. Talvez a forma mais rápida de obter uma resposta seja pesquisar no Google. Certamente que, em primeiro lugar nos resultados, encontraremos um artigo bem redigido e de acordo com as boas práticas de SEO – Search Engine Optimization (otimização para motores de busca).

De qualquer forma, resumindo, podemos enumerar alguns pressupostos. Em primeiro lugar, e antes de mais nada, devemos ir ao encontro do leitor, saber o que este pesquisa e se temos a resposta que procura. Este primeiro passo resume-se a encontrar uma “keyword” (uma palavra-chave, ou conjunto de palavras/expressões pesquisadas).

Na fase seguinte, podemos começar a estruturar o texto, considerando sempre que, apesar de estarmos a escrever para pessoas, precisamos da máquina que nos leva até elas.

Para isto acontecer necessitamos, em qualquer circunstância, de colocar a nossa palavra-chave em alguns pontos estratégicos do nosso artigo. Deverá constar no título, no primeiro parágrafo (em “bold”), num subtítulo e mais algumas vezes ao longo do texto.

Para além disso, e olhando para prescrições um pouco mais especificas sobre como escrever um artigo na era digital, devemos colocar a nossa “keyword” no Url da página, na meta-descrição e no meta-título e respeitar mais uma ou outra regra, que não se relacionam diretamente com a redação de uma peça.

No fundo, não pretendendo ensinar ou, pelo contrário, fazer uma campanha contra o que é um bom texto, o objetivo foi apenas dirigir um olhar para uma problemática muito recente. Uma questão recém-criada que define quem tem e quem não tem voz, num mundo cada vez mais digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome