O que são backlinks e porque reluzem como… ouro

Os backlinks são um dos principais fatores de relevância dos websites. Estas simples referências externas desempenham um papel decisivo no sucesso de qualquer estratégia de marketing de conteúdo. Transportam relevância, autoridade e credibilidade às costas, para qualquer negócio. Importa, pois, saber - em primeiro lugar - o que são e quais as suas vantagens...

0
521
o que sao backlinks
Os backlinks são um dos fatores mais significativos na escala de importância que o Google atribui a cada página que indexa

É uma das perguntas recorrentes quando se fala em otimização para motores de busca: o que são backlinks? A resposta, de um ponto de vista prático, até poderá parecer simples. Mas consegue facilmente ganhar outro nível de complexidade se procurarmos entender o impacto de uma boa estratégia de linkbuilding off-page (aquisição de hiperligações de outros websites, grosso modo) no sentido do melhor posicionamento e visibilidade online e a potencialização da presença digital.

Este artigo visa, no entanto, descomplicar a questão de fundo e aclarar as dúvidas. E, de uma forma abreviada, procurar sensibilizar para aquele que é um dos principais fatores de classificação de resultados em motores de busca, designadamente o do Google.

Mas, antes de abordarmos os backlinks na sua especificidade, procuraremos enquadrá-los, traçando uma fronteira que nos permita entender o seu posicionamento, assim como aquilo que os distingue de outros tipos ligações, no contexto do linkbuilding.

O link building “dentro e fora de portas”

O link building, que traduzido à letra significa construção de ligações, compreende duas realidades ou vertentes distintas: o on-page e o off-page. Poder-se-á dizer que estas duas realidades estão separadas por uma “fronteira real” no mundo digital.

O on-page, cujo planeamento e aplicação depende exclusivamente de nós, corresponde às ligações internas. São os “caminhos” e a mobilidade que criamos dentro do nosso site, entre páginas, artigos, produtos e afins, no fundo, as “pontes” entre urls, que potenciam a navegabilidade, a experiência do utilizador e o número de páginas vistas por sessão, a conversão, entre outras coisas.

Já o linkbuilding off-page, em que se enquadram os backlinks, consiste em ligações externas, de “sentido único”. Referem-se aos “caminhos” e referências existentes noutros sites, que apontam para o nosso.

Metaforicamente, se olharmos para o nosso site como um país e para os seus urls como aeroportos, as ligações internas correspondem aos voos internos, on-page, cujas rotas e respetiva frequência definimos de forma autónoma.

Por outro lado, os voos internacionais correspondem aos backlinks e ao link building off-page. Estas ligações, promovidas de fora para dentro, de certa forma alheias à nossa vontade, têm várias características ponderadas pelos motores de busca.

A quantidade e qualidade (origem) de “voos internacionais”, com destino ao nosso “oásis”, são um forte sinal interpretado pelo motor de busca. Um indicador de relevância, de qualidade, de que o nosso “país” tem a resposta certa para um procura específica, de que deve constar do catálogo de destinos em destaque. Ou seja, fugindo à metáfora, deve constar e estar posicionado nos resultados de pesquisas, em SERP (Search Engine Results Page) – a página de resultados de pesquisa.

O que são backlinks, então?

Os backlinks são hiperligações externas de outros sítios eletrónicos para o nosso, por exemplo. Ou seja, estamos perante um backlink sempre que há uma remissão de um website para outro. Visto – e escrito – assim, até aparenta ser um pormenor banal e de relevância questionável. Todavia, o facto é que os links externos são um dos fatores mais significativos na escala de importância que o Google atribui a cada página que indexa. Para além de não serem fáceis de conseguir, nos dias que correm…

Backlinks
“Backlinks Checker”

Dito de uma outra forma, a credibilidade e a autoridade de um endereço de Internet estão intrinsecamente relacionados com a quantidade e a qualidade das referências externas online que lhe são feitas. Por outras palavras, quando um website com relevância menciona ou refere outro através de um link, está, na perspectiva dos motores de buscas, a “certificá-lo”, a atestar a qualidade do conteúdo e a sua importância no âmbito matéria que aborda.

Se, chegado aqui, está já a pensar em “meter as mãos à obra” e começar a melhorar o posicionamento da sua “casa digital”, respire fundo e tire – para já – o “cavalinho da chuva”. As coisas já foram assim tão simples, de facto. Há uns anos bastava ter o maior número possível de hiperligações a apontar para o nosso site e estávamos, digamos, lançados. Atualmente é bem diferente: a quantidade, não que não valha nada, importa é bem menos. O que granjeia “pontos” na consideração do Google são a qualidade e a relevância (para o utilizador) dos websites que nos referem. E é isso que marca a diferença.

Depois, convém sublinhar que, na realidade, há dois tipos de backlinks: os “follow”, relevantes para o nosso SEO (otimização para o motor de busca), e os “nofollow”, que, apesar de nos garantirem tráfego, não nos valorizam na escala da autoridade, pois transportam a instrução de que a ligação em causa não deve ser seguida pelos mecanismos de busca… E como abundam por aí os backlinks “nofollow”!

Quais são, então, as vantagens dos backlinks?

Posicionamento orgânico:

Os backlinks contribuem de uma forma essencial para o desempenho do nosso website nos resultados dos motores de busca, ajudando-nos a escalar lugares na classificação que fazem. Isto significa que, se um artigo – ou uma página – do nosso site é referida por outro terá, à partida, melhores resultados. No entanto, não nos devemos esquecer de que a qualidade do conteúdo continua a ser pedra basilar do SEO. Um artigo bem redigido e otimizado para motores de busca, que responda de forma inequívoca à pesquisa que conduz o utilizador até ele, é – e será – sempre fundamental para obtermos bons resultados.

Rapidez na indexação de páginas e artigos:

O facto de existirem links externos a apontar para os nossos conteúdos poderá significar que o Google os indexará de forma mais rápida. Isto sucede quando o caminho apontado pelo backlink é rastreado antes do artigo ou página no website de origem. Este fator é particularmente relevante nos websites mais recentes, uma vez que, na maior parte dos casos, os motores de busca os visitam com frequência e regularidade inferiores.

Tráfego:

Para além das vantagens supra referidas, os backlinks garantem à nossa casa digital visitas, visualizações e, claro, notoriedade através de referências de outrem. Isto é, quando uma ligação externa para o nosso sítio eletrónico é clicada, o utilizador é redirecionado para o interior da nossa empresa, marca ou projeto.

Os backlinks são hoje em dia uma componente muito importante de qualquer estratégia de marketing de conteúdo

Saber o que são os backlinks, o seu potencial, é saber, também, como podem ser lesivos. Uma ligação externa de um site com um “spam score” elevado ou conseguida através de uma metodologia “backhat” será, sem dúvida, pior do que não ter quaisquer backlinks.

Importa assim, antes de mais, implementar estratégias e metodologias positivas, que confluam no sentido de uma geração espontânea e orgânica de links externos:

  • Criar conteúdo relevante e original. Disponibilizar ao utilizador uma resposta única. Fornecer uma ferramenta ou solução singular para uma questão ou problema especifico, deverá ser o pilar de qualquer estratégia de linkbuilding. Nada poderá ser tão eficiente, nem motivar de forma tão assertiva, a referência e a indicação do nosso “produto”.
  • Criar relações e parcerias. Procurar entidades para as quais, no contexto das suas atividades, faça sentido a partilha e a referência ao nosso conteúdo. Abordá-las nesse sentido e desenvolver uma parceria.
  • Guest posts. Escrever para outros sites e blogs, desde que contextualizados, permite-nos referenciar o nosso site de forma orgânica.
  • Difusão de conteúdos. Fazer o nosso “produto” chegar a um maior número de pessoas aumenta a probabilidade de poder vir a ser partilhado. Utilizar os meios e os canais à nossa disposição, seja social ou email, desde que nos permitam impactar o nosso público-alvo.
  • Produção e difusão de press releasesEncontrar um ângulo que torne o nosso projeto, ideia ou tema interessante, passível de publicação em meios de comunicação social ou plataformas como o Press Point, é um caminho que poderá gerar resultados muito positivos. A expressividade destes estará sempre numa relação de dependência direta com a autoridade do domínio de origem do link.

Consiga um backlink através do Press Point…

Ao submeter um comunicado de imprensa para publicação no Press Point, para além da visibilidade mediática inerente, poderá obter um backlink para o seu site. Tal depende, no entanto, da qualidade e relevância do conteúdo proposto para edição na plataforma.

Se não está à vontade com a produção de conteúdos deste teor, o Press Point disponibiliza um serviço de redação de notas de imprensa, de assessoria mediática e, também, de criação de outro tipo de conteúdos (copywriting). O Press Point conta com um equipa especializada em comunicação, cuja missão é refletir a identidade de marcas e projetos no mundo digital.

Caso pretenda, num âmbito externo ao Press Point, contratar serviços de Search Engine Optimization e/ou redação de press releases, com o intuito de robustecer a sua visibilidade e notoriedade online, a pensar no seu website ou na correspondente estratégia de conteúdo, visite a página do nosso parceiro Siterank.pt.

Contacte-nos para saber como e, também, as informações que julgar pertinentes sobre os nossos serviços.

Se gostou do artigo “o que são backlinks…”, leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome