carlos reynolds
Gama Carlos Reynolds revela uma surpreendente versatilidade de consumo e aptidão gastronómica

A gama Carlos Reynolds, a mais nova da linhagem da Reynolds Wine Growers, é a confirmação de que o Alentejo pode ser servido durante todo o ano, em qualquer ocasião.

É sob a influência do microclima da Serra de São Mamede que se ergue a imponente Herdade Figueira de Cima. A propriedade, com cerca de 200 hectares estendidos a 400 metros de altitude, foi adquirida por Julian Reynolds em 1996, numa convicta decisão de dar continuidade ao enraizado legado da sua família no Alentejo (recorde-se que os Reynolds se instalaram na região em 1850).

Neste lugar de imensa beleza natural e terroir de excelência são produzidos, em exclusivo, todos os vinhos da Reynolds Wine Growers, divididos por quatro marcas que representam as últimas gerações da família: Robert Reynolds, Gloria Reynolds, Julian Reynolds (atualmente à frente do negócio) e Carlos Reynolds, representante da 7.ª geração e símbolo da visão moderna e contemporânea do produtor.

Gama Carlos Reynolds é abordagem descomplicada aos vinhos do Alentejo

Por esse motivo, a gama Carlos Reynolds, disponível em versão tinto, branco e rosé, é composta por vinhos mais jovens e frescos, sem dispensar a identidade e personalidade forte que caracterizam a família. Numa abordagem descomplicada aos vinhos do Alentejo, esta gama é pensada para desfrutar em qualquer ocasião, revelando uma surpreendente versatilidade de consumo e aptidão gastronómica.

O Carlos Reynolds Tinto 2018 (PVP 7,99€) é feito a partir de um blend de Alicante Bouschet (40%), Aragonez (40%), Alfrocheiro (10%) e Trincadeira (10%). Com um estágio de seis meses em barricas para balseiros de carvalho francês, revela boa concentração e taninos suaves que lhe conferem um excelente equilíbrio e elegância. Ideal para acompanhar pratos como costelinhas de borrego grelhadas com molho de menta, grelhados da estação, carnes vermelhas e brancas e petiscos tradicionais. Recomenda-se decantação prévia (1 hora) e serviço entre 16º e 18º.

LEIA TAMBÉM: Encontro 1 Tinto com 94 pontos atribuídos pelo crítico de vinhos Robert Parker

Elaborado à base de Arinto (50%) e Antão Vaz (50%), o Carlos Reynolds Branco 2019 (PVP 7,99€) afirma-se como o mais versátil da gama. Ideal para beber sozinho após um dia mais difícil de trabalho (temperatura de 11º a 12º), é também a companhia perfeita para pratos mais frescos e ligeiros, como robalo grelhado com legumes salteados, sushi ou mariscos, mas também um bom queijo de cabra (temperatura de 16º a 18º).  

A distribuição no mercado nacional é exclusiva da Heritage Wines.

Para mais informações, contactar:

Rita Sousa

SILVER LINING – Consultoria de Comunicação

Tlm.: +351 932 903 228

E-mail: [email protected]

Daniela Cerqueira

SILVER LINING – Consultoria de Comunicação

Tlm.: +351 939 105 694

E-mail: [email protected]

FONTEReynolds Wine Growers
Artigo anteriorBienal de Fotografia do Porto regressa com 19 exposições na cidade e “online”
Próximo artigoProva de triatlo da Federação Portuguesa terá lugar na Quinta do Lago
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".