“À Mesa com Saúde” com nova edição dedicada às ciências da visão

Promover estilos de vida saudáveis e aproximar a população da ciência, fomentando a literacia em saúde, é o objetivo das sessões “À Mesa com Saúde”.

No próximo dia 5 de Maio Investigadores e cientistas voltam a reunir-separa mais um encontro gastronómico. A segunda edição é dedicada às ciências da visão. À Mesa com Saúde é o mote de um projeto de literacia em saúde, cuja abordagem é feita à luz da ciência, estabelecendo uma relação com a alimentação, materializada através de um elaborado menu, da autoria de Emanuel Faria, chef e formador da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra. Já o enquadramento científico estará a cargo dos investigadores Francisco Ambrósio, Raquel Boia e Raquel Santiago do iCBR-FMUC, do Oftalmologista João Gil do CHUC-FMUC e da investigadora Patrícia Barreto, da Associação para Investigação Biomédica em Luz e Imagem (AIBILI ).

Nos últimos anos, o iCBR, através do seu grupo de investigação Disfunção Retiniana e Neuroinflamação, tem vindo a desenvolver diversos projetos de investigação na área das doenças degenerativas da retina (retinopatia diabética, glaucoma e degeneração macular relacionada à idade). Com o objetivo de identificar novas terapias avançadas, como sistemas de libertação controlada de fármacos, foi desenvolvido pela equipa de investigadores um implante poroso e biodegradável que permite uma libertação prolongada de fármacos. Como explica António Francisco Ambrósio, Coordenador do Laboratório de Disfunção Retiniana e Neuroinflamação do iCBR “um modelo animal de glaucoma, demonstrou-se que o implante carregado com um fármaco que atua em recetores de adenosina é protetor para a retina, e em particular para as células ganglionares da retina, as células mais afetadas no glaucoma”.

Independentemente de toda a investigação dirigida a novas terapias, o investigador acredita que a prevenção é o melhor remédio: “uma alta adesão à dieta mediterrânica reduz o risco de desenvolver degenerescência macular da idade (DMI) em 60%. As pessoas com um alto risco genético para a DMI beneficiam mais em ter uma alta adesão à dieta mediterrânica”, acrescenta.

“À Mesa com Saúde” é dirigido ao grande público

Pensado para toda a população, o ciclo de jantares comentados aborda o impacto da alimentação na saúde e na melhoria da qualidade de vida da população. “É fundamental que todos percebam que a boa alimentação auxilia na prevenção e tratamento de doenças. No caso das ciências da visão sabe-se que, de uma forma geral, a diminuição da capacidade acomodativa, alteração na perceção de cores, secura ocular, fotofobia, cegueira noturna e enfraquecimento do sistema imunológico são algumas das consequências de carências alimentares. Enquanto agentes de produção de conhecimento, acreditamos que é importante esta reflexão para que se perceba o real impacto que a alimentação tem na nossa vida” refere Henrique Girão, Diretor do iCBR.

Nesta edição de “À Mesa com Saúde” a inspiração gastronómica continua em linha com aquilo que é a dieta mediterrânea, baseada no consumo de alimentos frescos e naturais. Do menu faz parte o Creme de cenoura e laranja, o Filete de dourada com arroz cremoso de algas, bivalves e curcuma com tomate assado, o Naco de novilho com molho mirandesa, chutney de abacaxi, legumes e batata grelhada e, para finalizar, a Tarte de requeijão, cacau e café.

Mais informações e inscrições no jantar “À Mesa com Saúde”:

[email protected].

FONTEUniversidade de Coimbra
Artigo anteriorRH 5.0: Factorial explica como preparar as empresas
Próximo artigoOrquestra POP Portuguesa de regresso
Press Release
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".