motivação laboral

Quando uma empresa se preocupa em reconhecer os seus profissionais, demonstra gratidão e materializa o valor que dá às pessoas que se dedicam e garantem o seu pleno funcionamento. Especialistas afirmam que o reconhecimento é importante para manter e promover a motivação laboral, assim como para destacar o esforço e a dedicação aplicada no desempenho de funções. Para além disso, uma filosofia de reconhecimento impulsiona a autoconfiança do profissional e o ajudá-lo a construir uma visão de futuro na empresa.

Motivação laboral pode ser potenciada através de estímulos

Especialista em orientação vocacional, a psicóloga Letícia Diniz explica que as emoções são reações automáticas da natureza humana diante perante um estímulo. “O ato de incentivar, por si só, é um estímulo que produz nas relações vínculos pautados no apoio, que passa a ideia do ‘estamos juntos’ em prol de um resultado”. Segundo a especialista, o sentimento de segurança é fortalecido nesta relação, uma vez que a sensação de cuidado transmite ao colaborador uma visibilidade e importância para o grupo.

Atuando no setor de quitação de dívidas, para empoderar e resgatar a autoestima dos seus clientes, o Grupo Acreditti é a maior empresa de prevenção de bens alienados e redução de dívidas no Brasil, e desenvolveu um método próprio de trabalho que se foca no colaborador como um parceiro de negócios, para promover a motivação laboral. “O capital humano é o nosso maior e melhor recurso, tendo em vista que a equipa é um dos pilares por de trás do sucesso e do fracasso das empresas. Por entendermos que isso corrobora para o crescimento coletivo e para o fomento da coesão e unidade dos nossos serviços, incentivamos as parcerias com pessoas jurídicas, que são as responsáveis por expandir nossa missão com o cliente final”, comenta Marcelo Alencar Júnior, CEO do Grupo Acreditti.

Com pouco mais de 200 colaboradores empreendedores, a empresa fundada em 2007 investe em formação e atualizações constantes, além de formar e capacitar pessoas que não possuem experiência, mas que se interessam pelo mercado de dívidas. Uma das principais motivações da empresa é destacar e valorizar o desempenho de sua equipe. Para isso, realiza mensalmente um evento interno – com adoção de todas as medidas sanitárias necessárias contra a covid – para comemorar resultados e performance.

LEIA TAMBÉM: Índice de satisfação no trabalho cresce 5% no Brasil

Apontada mais uma vez como destaque, Kelli Siqueira explica que a empresa trabalha com metas individuais e coletivas – estas definidas no início do mês. “As metas individuais são diárias. Sou muito competitiva, então a minha estratégia pessoal baseia-se em me esforçar ao máximo para alcançar todas elas, especialmente porque sei bem onde eu quero chegar”, comenta ela que já foi destaque várias vezes consecutivas: “Procuro ser constante em tudo o que faço”.

Para Ingrid Andrade, a maneira com que a empresa valoriza, cuida e acredita nos seus quadros e nos propósitos individuais promove a inspiração e motivação laboral: “Ser reconhecida como destaque é só um bônus. Deixei muitas coisas para trás para poder seguir os meus objetivos e, consequentemente, quando nos focamos e dedicamos, coisas boas surgem no caminho. Há três meses, quando entrei na Acreditti, tracei metas e fiz uma lista das coisas que eu queria alcançar em determinado tempo, anotando também o que eu precisava de fazer para as alcançar. E quando eu soube que tinha sido indicada como destaque, vi que tinha realizado uma das metas; prometi a mim mesma não parar de acreditar em mim e dupliquei a meta, porque quero alcançar objetivos maiores ainda este ano”.

Também estreante no posto, Leonardo Henrique enfatiza a gratidão pelo reconhecimento ao trabalho que realiza: “Sou grato todos os dias e faço meu trabalho com muito amor. Não coloco o foco no dinheiro, mas sim no resultado que vou entregar para a vida de outras pessoas e ser escolhido como destaque é muito bacana”.

LEIA TAMBÉM: Saúde mental em teletrabalho: Adecco com formação inédita

Neste contexto, a psicóloga reforça ainda que pessoas mais conscientes de si, que sabem identificar as suas emoções, limites e principalmente as oportunidades, aproveitam melhor a proposta da organização e utilizam com efetividade e constância os benefícios oferecidos pela empresa, manifestando maior motivação laboral. “Entendo que esta é uma forma importante de tornar o trabalhador mais participativo no negócio, com autonomia, lidando com os desafios e aumentando o sentimento de satisfação e realização”, conclui Letícia.

Para mais informações:

Patrícia Nascimento
[email protected]

FONTEGrupo Acreditti
Artigo anteriorExecutivos de Tecnologia: FCT NOVA anuncia a primeira Escola em Portugal
Próximo artigoU-World cria programa com Bolsas de Propina, Alojamento e Tutoria
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".