quinta do reguengo
Proprietários da Quinta do Reguengo contam com 300 hectares de vinha e ainda 700 de olival e 400 de floresta, em três regiões (Douro, Alentejo e Ribatejo)

Com a época festiva quase a terminar, mas ainda a tempo do Dia de Reis, a Família Cardoso estende as celebrações com os vinhos mais nobres da Quinta do Reguengo: os Cortes do Reguengo. Companhia perfeita das refeições de inverno, reconfortadas pelos pratos de cozinha lenta e pelo crepitar das lareiras, são fruto do investimento da família na sua propriedade do Douro.

Localizada na sub-região do Douro Superior, junto ao rio Douro no Pocinho, Vila Nova de Foz Côa, a Quinta do Reguengo, assim nomeada por ter sido outrora propriedade real, está inserida na falha tectónica da Vilariça, onde os solos argiloxistosos com afloramentos graníticos se aliam a um microclima único, criando um ecossistema natural para a produção de vinhos complexos e equilibrados.

Um verdadeiro berço de ouro que dá origem aos vinhos Cortes do Reguengo, disponíveis em três referências. A versão Tinto Premium 2018 (PVP 27,50€) coroa os pratos de caça, carnes vermelhas e queijos curados com os seus intensos aromas a frutos vermelhos e esteva, acompanhados de suaves notas de especiaria e notas fumadas. Já o Cortes do Reguengo Tinto 2018 (PVP 12,90€) apresenta-se ligeiramente mais frutado e com notas de madeira, criando a companhia perfeita para carnes, fumeiros e pratos mais intensos de peixe assado.

Mais leve e fresco, o Cortes do Reguengo Branco 2019 (PVP 12,90€) complementa as escolhas gastronómicas dedicas aos peixes, bacalhau, mariscos e ainda carnes brancas.

Proprietários da Quinta do Reguengo querem consolidar projeto vínico

Os Cortes do Reguengo assinalam os primeiros anos da Família Cardoso no Douro, como explica João Cardoso, patriarca da Família: “Em 2018, adquirimos a Quinta do Reguengo, mas há muito que nos tínhamos encantado pela beleza natural aliada ao imenso potencial vínico e turístico deste lugar. Queremos, nos próximos anos, consolidar o projeto vínico que aqui criámos, diversificando a oferta de vinhos, apostando na produção de Vinhos do Porto e desenvolvendo o Enoturismo”.

LEIA TAMBÉM: Melhor Azeite da Região Demarcada do Douro é produzido na Quinta da Pacheca

Para além da Quinta do Reguengo, a Família Cardoso detém ainda propriedades de produção de vinhos e azeites no Alentejo (Herdade da Lisboa, desde 2011) e Ribatejo, onde estão as origens da Família.

Sobre a Família Cardoso:

De origens no Ribatejo, foi na produção de azeites que a Família Cardoso começou por destacar-se. A procura de novas propriedades para a expansão da produção levou à descoberta do mundo da produção de vinhos. Do Ribatejo, a paixão estendeu-se primeiro ao Alentejo, onde a Família Cardoso detém, desde 2011, a Herdade da Lisboa. Da história desta propriedade fazem parte os icónicos vinhos Paço dos Infantes, populares nos anos 80 e 90 e recuperados, nos anos mais recentes, pela Família Cardoso. Já no Douro, é na Quinta do Reguengo e desde 2018 que a Família Cardoso está a criar um renovado projeto vínico.

No conjunto das três regiões (Douro, Alentejo e Ribatejo), a Família Cardoso conta 300 hectares de vinha e ainda 700 hectares de olival e 400 hectares de floresta.

Para mais informações, contactar:

Joana Monteiro

Tlm.: +351 930 690 126

E-mail: [email protected]

Salomé Santos

E-mail: [email protected]

SILVER LINING – Consultoria de Comunicação

FONTEQuinta do Reguengo
Artigo anteriorApostas de Basquetebol: 5 estratégias fundamentais
Próximo artigoLocal de trabalho: as 5 principais tendências para 2022
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".