experiência do consumidor

As operações dos Contact Centers deverão ser alvo de transformações substanciais de forma a melhorar os seus serviços, refere um estudo desenvolvido pela Frost & Sullivan, a pedido da Webhelp.O inquérito foi respondido por mais de 1.000 gestores seniores da área de Experiência do Consumidor (CX) e conclui que as empresas estão cada vez mais a integrar tecnologia e novas metodologias de forma a melhorar o serviço ao cliente, com 98% dos inquiridos a planear modificações nos próximos dois anos.

O estudo revela que quase um a cada dois gestores sénior de CX esperam um aumento de novos canais para chegar ao consumidor, com base em tecnologia com assistentes de voz e Realidade Aumentada, ao longo da próxima década. Algumas destas mudanças foram aceleradas pelo contexto pandémico dos últimos dois anos: 90% dos inquiridos acredita que o teletrabalho fará parte dos modelos de Experiência do Cliente no futuro, com 78% a referir que os colaboradores terão liberdade de determinar onde querem trabalhar.

Os desafios de trabalhar remotamente permanecem uma realidade, de forma que o estudo menciona que a motivação dos colaboradores deve ser uma prioridade das empresas, seguindo-se o acompanhamento do avanço tecnológico na área de experiência do consumidor e a sua implementação a larga escala.

O estudo dá-nos perspetivas interessantes sobre o futuro do setor da Experiência do Consumidor”, comenta Alexander Michael, Diretor de Consultoria da Frost & Sullivan. “Com a indústria a transformar-se rapidamente, é positivo que as empresas estejam a planear que o trabalho remoto faça parte integrante dos seus modelos. Quem reconhecer que tal deve ser implementado corretamente, de forma sustentável, vai ter benefícios futuros nos seus negócios e com os clientes”.

O futuro da experiência do consumidor

Os inquiridos que já começaram a implementar transformações nos seus projetos estão, desde já, a observar resultados, com impactos positivos identificados na área da segurança de dados (77%); Experiência do Consumidor (78%); acesso a talento (76%); resiliência das operações (77%) e custos base (77%).

A análise mostra que 99% dos líderes na Experiência do Consumidor estão focados em conseguir implementar operações de larga escala para ir ao encontro das necessidades dos clientes”, explica Matthieu Bouin, Diretor Administrativo do Grupo Webhelp. “Para o conseguir, são necessárias duas coisas. Primeiro, ter estas questões em conta quando planeamos as operações. Segundo, ter uma plataforma tecnológica apropriada para se adaptar, em escala, flexibilidade e capacidade de resposta, às mudanças cada vez mais rápidas do comportamento dos consumidores”.

Respostas personalizadas na qualidade da Customer Journey

As equipas de gestão de Contact Centers esperam que o nearshoring (subcontratação de serviços no próprio país) e o offshoring (transferência de serviços para outros países) cresçam no futuro, demonstrando a necessidade de soluções personalizadas de acordo com as necessidades dos diferentes tipos de negócio, de forma a maximizar a qualidade do serviço. Empresas que escolham melhorar o serviço podem ter de adaptar-se, ao mesmo tempo que garantem aspetos como a segurança dos dados, acesso ao talento, resiliência das operações e custos.

A transformação da Experiência do Consumidor deve começar com as necessidades dos clientes e a estratégia de negócio”, menciona Olivier Duha, CEO e Cofundador da Webhelp. “Depois é importante pensar de forma holística sobre a forma como as operações vão ao encontro das necessidades. Os modelos devem adotar os formatos mais sustentáveis, considerando como as localizações onshore, nearshore e offshore podem ser combinadas com modelos de trabalho presenciais, remotos ou híbridos. No mundo atual, as localizações do apoio ao cliente podem estar em qualquer parte do mundo e desenvolver-se rapidamente”.

O estudo indica que, qualquer abordagem à experiência do consumidor deve ter em conta os desafios operacionais do futuro, no que diz respeito a gestão de equipa e conflitos, integração de canais e sistemas, compliance e motivação dos colaboradores (todas estas áreas são mencionadas, pelo menos, por um a cada dois dos inquiridos como sendo desafiantes no futuro).

Para mais informações, por favor contactar:

Ana Oliveira – [email protected] | 935 194 471

FONTEWebhelp
Artigo anteriorPrimeira edição dos Lusíadas em exibição no Ateneu do Porto
Próximo artigoLuta pela igualdade de género: HeForShe revela os desafios
Press Release
Envie-nos o seu press release através do nosso formulário de submissão e potencie a visibilidade da sua marca, empresa, ideia ou projeto. Se tiver dúvidas sobre a elaboração de uma nota à comunicação social, leia o nosso artigo "Como Fazer um Press Release".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome