cerveja artesanal portuguesa
Nova cerveja artesanal portuguesa visa conquistar a extensa comunidade brasileira residente em Portugal, e não só...

“Zé Brasileiro Português de Braga” foi um sucesso da música popular lusa interpretado pela cantora Alexandra, em finais da década de 1970. Agora, quatro décadas depois, é lançada no mercado cervejeiro nacional uma “Alma Brasileira” que, tal como o Zé da cantiga, nasceu em Braga. A “Alma Brasileira” é uma nova cerveja artesanal portuguesa, mais uma com o rótulo da Alma, um projeto da empresa bracarense PCB – Portuguese Craft Beer, do humorista João Seabra.

A nova bebida, uma “fruit beer” que incorpora acerola, um fruto típico do Brasil muito rico em vitamina C, visa conquistar a extensa comunidade brasileira residente em Portugal, estimada em cerca de 150 mil pessoas, que não encontra no nosso país nenhuma das cervejas brasileiras. Nem cervejas portuguesas que incorporem produtos tipicamente brasileiros.

A Alma, recorde-se, foi criada por João Seabra para evocar a portugalidade através de uma cerveja que integra produtos e sabores de cada região, existindo rótulos da marca das várias regiões do país.

A Alma Brasileira, cujas primeiras garrafas de 500 ml já estão disponíveis na loja online da marca (https://portuguesecraftbeer.pt) e nas lojas de distribuição onde a Portuguese Craft Beer está presente (nomeadamente a cadeia de supermercados de proximidade da rede Spar), é uma espécie de prolongamento do projeto de cerveja artesanal portuguesa nascido em Braga, tendo agora como público-alvo a maior comunidade estrangeira a viver em Portugal, e, claro, todos os apreciadores de uma “fruit beer” diferente.

Nova cerveja artesanal portuguesa não é só para o mercado da saudade brasileiro

Mas os responsáveis da marca não querem que a Alma Brasileira se limite a ser consumida pelo mercado da saudade brasileiro que vive em Portugal. “Tal como outras cervejas do nosso portefólio, a Alma Brasileira é para todos os apreciadores de uma boa cerveja artesanal”, afirma João Seabra.

E como nasceu o novo produto? “Na procura de uma cerveja que representasse a alma do Brasil e dos brasileiros, juntamos a fruta típica acerola a uma cerveja que apenas usa o lúpulo Hull Melon”, explica João Seabra. O resultado é uma cerveja frutada e cítrica, de tonalidade amarela, corpo leve e com alguma turbidez natural. O primeiro gole revela a frescura da carbonatação e a acidez cítrica da acerola, de sabores redondos e paladar frutado.

Além de polpa de acerola, esta “fruit beer” tem como ingredientes água, malte de cevada, lúpulos e leveduras.

A nova Alma Brasileira, que custa 3,20 euros por unidade, deve ser bebida a uma temperatura entre 5 e 7 graus centígrados, e sempre com moderação, dado possuir um teor alcoólico de 7,5%.

LEIA TAMBÉM: Cerveja Amphora apresenta nova imagem sob o signo do crescimento

A intensidade do amargor desta nova cerveja artesanal portuguesa é de 21 IBU (International Bitterness Unitis), que pode ser considerada média-baixa. João Seabra, um dos sócios-gerentes da PCB – Portuguese Craft Beer aconselha esta bebida para acompanhar saladas, pratos de peixe, sobremesas cítricas ou achocolatadas.

Informações adicionais para órgãos de comunicação social:

Luís Paulo Rodrigues

LPR Comunicação

Telemóvel / Whatsapp – 91 5763520

Email – [email protected]