A MEDICON, que nesta edição tem como tema central a gestão das doenças crónicas, é uma das principais conferências internacionais de Engenharia Biomédica onde se debatem os avanços mais recentes na área a nível mundial. A conferência tem início às 9h15m, com a presença de 300 participantes de vários países.

Muitos dos grandes desafios da engenharia biomédica são impostos pelo aumento da esperança média de vida

De acordo com Paulo de Carvalho, da comissão organizadora e especialista em informática clínica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), este encontro científico pretende fornecer uma «visão holística na gestão de doenças crónicas, que hoje constituem um grave problema de saúde pública, combinando múltiplas dimensões quer nas tecnologias de diagnóstico quer nas tecnologias de prognóstico».

«Fruto do envelhecimento da população, o grande desafio ao nível de saúde continua a ser a prevenção e gestão das doenças crónicas. É necessário desenvolver políticas e tecnologias que promovam estilos de vida saudáveis e que contribuam para a sustentabilidade dos sistemas de saúde», realça.

Mais informação, incluindo o programa detalhado, está disponível em: medicon2019.org.

Contacto com a Imprensa:
Cristina Pinto
Assessora de Imprensa
Universidade de Coimbra
91 7575022 | 96 9728546

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome