sophia estudante
83 curtas-metragens de 20 escolas de todo o país concorreram em cinco categorias dos Shopia Estudante 2021

A Academia Portuguesa de Cinema acaba de divulgar a lista de vencedores dos prémios Sophia Estudante 2021, nas categorias Melhor Curta-metragem de Animação, Melhor Curta-Metragem Documentário, Melhor Curta-Metragem Experimental, Melhor Curta-Metragem de Ficção e Melhor Cartaz. Este ano estavam em concurso 83 curtas-metragens de 20 escolas de todo o país. Conheça aqui a lista dos vencedores.

Das 26 curtas-metragens nomeadas foram selecionados os três primeiros classificados de cada categoria para disputarem o grande Prémio Sophia Estudante que será entregue na cerimónia dos Prémios Sophia 2021. O vencedor receberá ainda um prémio monetário de cinco mil euros patrocinado pela NOS, de forma a incentivar a produção do seu projeto seguinte.

Estiveram em concurso 83 curtas-metragens de 20 escolas de todo o país, o que, tendo em conta o contexto adverso que estamos a viver, demonstra de forma inequívoca que os jovens continuam mobilizados para a cultura e particularmente, para o cinema português. Todo o esforço que desenvolvemos este ano para conseguir levar este projeto a bom porto foi compensado pela forte adesão e, principalmente, pelo entusiasmo demonstrado pelos alunos das diferentes escolas.” sublinhou Paulo Trancoso, Presidente da Academia Portuguesa de Cinema, no seu discurso de abertura da cerimónia.

LEIA TAMBÉM: Melhores curtas metragens do mundo regressam a Lisboa

Para além do anúncio dos vencedores, a sessão incluiu duas masterclasses subordinadas ao tema a “Direção de Arte”.  A primeira, dedicada ao storyboard, teve como orador o aclamado Temple Clark, responsável pelos storyboards de filmes como “Gravity”, “Cold Mountain” ou “007 Spectre”. A segunda, dedicada à Direção de Arte, foi orientada por Artur Pinheiro, diretor de arte de inúmeros filmes portugueses entre os quais “Alice”, “As Mil e Uma Noites”, “Technoboss” ou a co-produção com o Brasil “O Grande Circo Místico”.

A 7ª edição dos Sophia Estudante decorreu pela primeira vez em formato virtual e foi acompanhada por alunos e professores das escolas de cinema de todo o país.

LEIA TAMBÉM: “Curtas Vila do Conde” terá extensão em Silves

Para os prémios Sophia Estudante 2021, estiveram nomeados:

Melhor Curta-Metragem de Animação:

During December, de Gonçalo de Oliveira (ESAD.CR);

From Home, de João Pedro Silva (UBI – Universidade da Beira Interior);

Nós os Lentos, de Jeanne Waltz (ULHT – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia);

Santuário, de Diogo Samuel, Hugo Santos, Pedro Bilé e Tyffany Reis (ESTG – Instituto Politécnico de Portalegre);

O júri é composto por Abi Feijó – Produtor/ Real. Animação, Justin Amorim – Realizador/ Produtor, Alba Baptista – Actriz e José Pedro Vasconcelos – Actor/Apres.

Melhor Curta-Metragem Documentário:

Bacon, de Faizan Ali (ULHT – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia);

Camaradas de Armas, de Catarina Henriques (UBI – Universidade da Beira Interior);

Mãos de Prata, de Catarina Gonçalves (Escola das Artes – UCP);

No Fim do Mundo, de Abraham Escobedo-Salas (ULHT – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia);

O júri é composto por António Pinhão Botelho – Realizador, Rafael Morais – Actor, Joana de Verona – Actriz e Francisco Veloso – Sonoplasta.

Melhor Curta-Metragem Experimental:

Casulo, de Luana Amaral (Restart – Instituto Da Criatividade, Artes E Novas Tecnologias);

Ganas, de Maria Fonseca e Rafaela Gomes (UM – Universidade do Minho);

Noctur, de Ana Vala (Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual);

Quimera, de Pedro Marques (Escola das Artes – UCP);

Semear, Ouvir, Fluir, de Irina Oliveira (ESAD.CR);

The Namelessness Dance, de María Angélica Contreras (UBI – Universidade da Beira Interior);

O júri é composto por Margarida Moreira-Actriz. Margarida Gil – Realizadora, Alexandre Oliveira – Produtor, Artur Ribeiro -Argumentista/Realizador e Alexandra Espinhal – Caracterização/Maquilhagem.

Melhor Curta-Metragem de Ficção:

Alvorada, de Carolina Neves (Escola das Artes – UCP);

Cassoulet, de Laura Gonçalo (Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual);

Corte, de Afonso Rapazote e Bernardo Rapazote (ESTC – Escola Superior Teatro e Cinema);

Igor, de Rafael Almeida, Tom Vitor de Freitas e Marcos Kontze (UBI – Universidade da Beira Interior);

(In)quietude, de Ana S. Carvalho (ESAP – Escola Superior Artística do Porto);

O Copo, de Rodrigo Ferreira (ULHT – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia);

Troca Por Troca, de Pedro M. Afonso (ESMAD – Escola Superior de Media Artes e Design);

O júri é composto por Ana Vilela da Costa (Actriz), João Lança Morais (DF), José Farinha (Realizador), Sérgio Praia (Actor) e Edgar Medina ( Produtor/ Guionista).

Melhor Cartaz:

A Eternidade E Uma Noite, Designer Tomás Barão da Cunha (Escola Superior de Media Artes e Design);

Des-Abrigo, Designer Tatiana Costa (ETIC Algarve);

Glimpses of a Shattered Dream, Designer Tiago Sanches (ESAD.CR);

Hipocampo, Designer Joana Carvalho e David Matoso (ETIC – Escola de Tecnologias, Inovação e Criação);

O júri é composto por Catarina Sampaio – Designer, Frederico Serra – Produtor, Sérgio Graciano – Realizador, João Torres – Director de Arte e Edson Ataíde – Director Criativo.

Gabinete de Imprensa da Academia Portuguesa de Cinema:

Ana Mendão Costa / [email protected] / 21 391 66 04 / 96 836 9253