GrenPlac inicia a fabricação de resina para MDF em 2019

Greenplac dá mais um passo no sentido da auto-suficiência, ao iniciar o processo de fabrico de resina para MDF.

resina para mdf da reenplac

Menos de um ano desde a inauguração da GreenPlac, fábrica de placas de MDF (madeira de média densidade), no Mato Grosso do Sul, a Asperbras inicia as obras de mais uma planta industrial. O grupo irá produzir resina de ureia-formol – componente empregado na produção de MDF. “Iniciaremos em 2019 a fabricação de resina para MDF. Com isso, a GreenPlac se tornará produtora de todos os insumos utilizados na fabricação das placas, pois a empresa já planta eucalipto e utiliza água e energia elétrica de fontes próprias. resina para mdf da reenplacFaltava apenas a produção da resina, que agora irá completar o ciclo da fabricação do MDF”, afirma o empresário José Maurício Caldeira, da Asperbras.

Acionista e integrante do Conselho da Aspebras, Caldeira explica que a nova fábrica teve suas obras iniciadas em março e devem ser finalizada em julho deste ano. A unidade, também localizada em Água Clara (MS), terá 2.500m² de área total e ocupará parte do espaço onde está instalada a fábrica da GreenPlac, que engloba área total de 510 mil metros quadrados.

A produção de resina para MDF é mais um passo estratégico que aproxima o grupo da auto-suficiência

Com a produção da resina, a GreenPlac complementará a estratégia do Grupo Asperbras de prover a auto-suficiência em seus negócios. A empresa já utiliza madeira proveniente de plantações de eucalipto próprias. Também produz energia elétrica em Guarapuava (PR), gerada a partir de biomassa, por meio da queima de rejeitos da madeira.

No caso da Usina de Guarapuava, diz José Maurício Caldeira, os recursos obtidos com a energia vendida no mercado local do Paraná são empregados para adquirir, no Mato Grosso do Sul, a eletricidade que move as máquinas da fábrica de MDF da GreenPlac. Com isso, a empresa já possui autossuficiência energética a partir de uma matriz sustentável. Com a produção da resina, atingirá a autossuficiência completa.

A fábrica de ureia-formol será também a primeira incursão do Grupo Asperbras na indústria química. A capacidade instalada da nova unidade será de 160 toneladas/dia. Ela irá operar na primeira fase com 70 toneladas/dia. Terá capacidade para armazenar 510 toneladas de resina, 340 de formol e 1.500 toneladas de ureia.

Contacto com a Mídia:
Maria Luiza Sâmia
Email: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome