como prevenir incêndios domésticos

Correspondentes a processos de fogo não controlado em casa, este tipo de incidente é 25 vezes mais comum do que os ocorridos em espaços comerciais, e num ano em que as famílias têm vivido a maior parte do seu tempo dentro de habitações, todos os cuidados são poucos e há que saber como prevenir incêndios domésticos.

Maioritariamente causados por comportamentos negligentes associados a atividades do dia-a-dia – sobrecarga de tomadas, ferros de engomar esquecidos, velas deixadas a arder -, os incêndios podem ser evitados com medidas simples.

Pedro Carola, especialista em projetos de segurança contra incêndio no Habitissimo, a plataforma digital especializada em remodelações e obras, esclarece que “a deteção precoce e o combate rápido ao princípio de um incêndio é essencial, pelo que o investimento na deteção e no equipamento de primeira intervenção é tão importante para a segurança como ter uma fechadura na porta de entrada.

Dicas sobre como prevenir incêndios domésticos

Entre as principais medidas de prevenção e reação a um incêndio doméstico, Pedro Carola destaca cinco cuidados a ter: 

1 – Contemplar revestimentos anti-incêndio: a aplicação de revestimentos resistentes ao fogo é das medidas de proteção passiva mais comuns. Estes revestimentos são conhecidos pela baixa condutibilidade térmica e pela boa capacidade de isolamento, tornando os ambientes mais seguros;

Veja também: Proteção contra incêndios rurais: Arganil testa novo sistema tecnológico

2 – Inspecionar a instalação elétrica: a manutenção e inspeção periódica da instalação elétrica é muito importante, mais ainda em espaços de habitação antigos. Para além de proteger o património, esta medida pode resultar em consumos energéticos (e faturas) mais baixos;

3 – Fazer a manutenção do gás: uma das maiores causas de incêndios domésticos é a má utilização e falta de manutenção dos equipamentos a gás, como fogões, esquentadores e condutas de exaustão;

4 – Instalar um sistema detetor: os detetores de fumo são sensíveis às partículas libertadas pela combustão e emitem um sinal sonoro que alerta para a possibilidade de fogo. Os detetores de calor são especialmente indicados para cozinhas e garagens;  

5 – Ter equipamentos de 1ª intervenção: Para além de saber como prevenir incêndios domésticos, importa ter os meios e saber como agir perante um incêndio na sua fase inicial. um extintor portátil ou uma manta de incêndio são equipamentos usados por uma única pessoa e podem ajudar a extinguir um incêndio assim que começa, evitando que este atinja proporções maiores.

Especializada no setor da construção, a plataforma Habitissimo permite pedir profissionais para realizar obras, reabilitações ou serviços domésticos, on demand, em mais de 45 categorias disponíveis para Portugal, entre as quais a Segurança Contra Incêndio e a Instalação de Portas Corta-Fogo.

Para mais informações

Ana Pedro
T: 914 683 834 | E: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here